12 de outubro de 2009

Primeiro beijo...

Um momento verdadeiramente mágico para alguns... Infelizmente um tanto disforme para outros! Agora os mortos aqui do Cemitério, podem recordar uma ocasião única ocorrente no período quando inda eram vivos, a magia do primeiro beijo!

Tudo começa por um simples e aparente desvelo em forma de toque entre as mãos. A diferença é que naquele momento, seus olhos irradiam alguma coisa maior, emanando uma espécie diferente de brilho bom. Parece luzes de neon, que lhe traz a segurança necessária para seguir diante desse punhado de incerteza, puro insossego em meio a um passo tão profundamente importante, talvez o mais difícil, até então, de suas tenras existências.

Na mente, real profusão sentimental. Hora ela não sabe se o odeia, conquanto não fosse aquele o adequado momento para se deixar levar pelos muitos momentos de intriga que colecionavam. Seu íntimo diz para gozar a paz previamente anunciada, entregando-se ao deleite voluptuoso proporcionado por todo sentimento de ternura que lhe aflora do peito.

Quanto a ele, sem que a garota imaginasse, também era atraído por certa energia que dimanava. De seu rosto agora, via cair uma espécie de véu, premunindo um sabor especial de nudez ao momento. Não demorou muito e ela lhe entregou sua mão, uma forma de consentimento, seguido por um longo sorriso entre ambos, enfim um beijo incidiu... Cada qual municiando o outro com toda a quietude do mundo contida em sua morada, o primeiro ósculo dele e dela, simplesmente dos dois.

É muito difícil determinar aquilo que seria o timing perfeito durante um beijo casual. Alguns sites espalhados pela NET, trazem orientações para evitar uma conjuntura frustrante, acrescido de algumas definições sobre o tema. Porém, é notável que principalmente as garotas, padeçam daquela antiga insegurança quando dão conta que o momento da sua primeira experiência está se aproximando. Isso é até comum, afinal, é corriqueiro ouvir aquele velho ditado, que “o primeiro beijo a gente nunca esquece”, ecoa pela eternidade, certo?

Existe um conjunto de ideações definido como o primeiro choque entre as bocas... Seria o dele, dela ou aquele que qualquer pessoa – DESCOMPROMISSADA -, está fadada a conviver para sempre, o primeiro beijo de um casal, que pode culminar, ou não, no início de uma nova relação. Mesmo que ao longo de uma vida, seja possível dar mil primeiros beijos diferentes, geralmente todos se revelam importantes no momento, leves e intensas sensações diferenciadas, acompanhadas constantemente por aquele clima de mistério e desejo aflorado.

Para começar, é importante esquecer o conceito, de que é uma decisão difícil por representar um acontecimento que terá de conviver por toda a vida. Em tese, é até verdade, apesar de que a esfera mundana é maior e muito mais complexa do que isso. O primeiro beijo deve ser compreendido sob o prisma de uma decisão que será perpetuada em sua lembrança, o sonho bom que só se faz possível com alguém que realmente se goste e porque não, também o primeiro beijo de um namoro que irá culminar em uma futura união.Infelizmente o conjunto de concepções que hoje englobam o beijo é imensamente deturpado. Atualmente, o que existe são verdadeiras trocas de fluídos bucais, o caminho mais curto para obtenção do sexo. Um beijo, para ser beijo de verdade, é um misto de emoções e efeitos, demonstrando de forma exacerbada alguns elementos, sendo esses o carinho, afeto e principalmente cumplicidade e consideração.

Existem também outras tolas e impróprias considerações, a principal delas, supostamente não “saber” beijar. Isso porque ninguém realmente sabe ao certo. Essa é uma prática pessoal, cada qual desenvolve uma espécie de jeito, devidamente adequado a sua maneira. O desafio é encontrar pessoas que se condicionem ao tal estilo. Portanto, no ato de um primeiro beijo, a entrega deve ser ‘total’, a peleja é acompanhar o ritmo um do outro. Depois é descobrir o que é melhor: beijo lento, molhado, seco, rápido… É nessa hora que cada um começa a se impor. Falando assim até parece simples e de fato é. Beijar não tem lá grandes segredos. É instintivo, meio que já se nasce sabendo.

Um breve e rápido apanhado histórico, reza a lenda que a origem do beijo veio há muitos anos, direto de Roma. A atitude não era necessariamente um sinal de carinho e bem menos uma cartada para abordar as pessoas, culminando em uma relação. Os ósculos eram meramente um artifício para os homens controlarem o consumo – às vezes desenfreado - de vinho por parte de suas esposas. Resumindo, para ver se elas estavam com bafo, dava o tradicional beijo, profusão de incidência entre lábios e línguas entrosadas...

Algumas vezes também, não adianta insistir, os fluídos são vítimas da heterogeneidade e nesses episódios é muito provável que todo o resto também não se encaixa. Afinal, tudo começa pelo beijo, ou não? Quem for vítima desse evento só não deve desanimar, afinal são milhares de centenas de bocarras, alguma deve ter sido fabricada com as medidas exatas que procura. Porque na guerra dos beijos, o importante realmente é ser constante e nunca desistir.

22 Coveiros:

Jonathan Rodrigues Ferreira disse...

Muito bom o texto, continue assim...

www.omelhordainternetaqui.blogspot.com
Vídeos, fotos, charges e muito mais...

Silly heart disse...

Nossa eu ameei esse teu texto , muito lindoo !
Beijos

carlos disse...

muito bom seu texto..
ta de parabens

Lara Veiga disse...

Poxa muito bom Rafa, acho que vc abordou muito bem o tema, de aguma forma todos vão se identificar com alguma passagem do texto!

Rafa Flori disse...

Destrinchou muito bem o tema, ótimo texto rafa...

Blog da Satine disse...

q bom seria se todo beijo fosse o primeiro ou se ele nunca acabasse...

otimo texto!!!

bjs

Rafa Flori disse...

Ótimo post

Leandro Merlllin disse...

Lindo, pra dizer o mínimo... Deu o toque de lirismo necessário para falar sobre um tema que de tão simples, chega a ser complexo. Muito bom mesmo.

E eu me identifiquei muito, porque me lembrei dessa minha época de angustia, sem saber o que fazer. Mas adorei os finais, dando estímulo a quem passa por isso.

E adorei também o clima "soturno" do blog, muito bom! Seguindo e indicando com louvor, meu caro!

Abraços mil.
- Olhar de Sal de Jack
http://olhardesaldejack.blogspot.com

Verdelone disse...

Boas recordações ao ler esse post...
Abçs
Cia dos Botecos - www.ciadosbotecos.blogspot.com

Vinicius Colares disse...

Ótimo texto, e nostálgico!!!
o meu foi completamente inesperado, a garota ouda me roubou e o meu coração nunca bateu tão forte como naquele momento!

Vinicius Colares disse...

Ótimo texto, e nostálgico!!!
o meu foi completamente inesperado, a garota ousada me roubou e o meu coração nunca bateu tão forte como naquele momento!

Esther cyrraia disse...

sim, sim! alguma deve ter sido feita sob encomenda!!!
parabéns pelo ótimo texto, gosto de palavras fortes e doces ao mesmo tempo!
xeru

Rafael disse...

q bom seria se todo beijo fosse o primeiro ou se ele nunca acabasse...

otimo texto!!!

Márcio Daniel Ramos disse...

beijo é bom, beijo é vida!!!

Janaina Moraes disse...

Parei para ler e pensar no primeiro beijo que troquei com meu último namorado.
Era meu aniversário, estavamos em uma festa, e o cenário que criamos foi o mais perfeito.
Sob um céu estrelado, uma lua cheia linda e com uma música nada a ver de fundo.
Foi o melhor beijo que já ganhei na vida. Encaixou perfeitamente, pensei ter encontrado o amor da minha vida.
Essa fantasia durou 3 meses e duas semanas.
Há duas estou solteira e ainda sentindo a falta dele.

http://aindamaisestorias.blogspot.com

Jhojho disse...

o 1° bjo.. é inesquecivel.. ñ importa se foi bom ou se foi ruim...
pra mim pelo menos.. foi magico..

henrique menna disse...

Adorei muito seu blog, muito tri mesmo, continua assim, já to seguindo seu blog, se você ta afim de fazer pareceria entra no meu e me adiciona também, aqui ta meu blog, entra La, http://henrique199.blogspot.com/
Ai vai meu MSN henriquefan125@hotmail.com

NR disse...

lindo texto!!!
qnto ao filme... se vc gosta de coisa tosca e antiga assisti esse sim q vc vai se divertir! ^^

bjss

Blog Ten disse...

Arbodagem muito boa, parabéns!

Vini e Carol disse...

Ah, que lindo. Lembrei do primeiro beijo com meu namorado, nem era pra ter acontecido pois estavamos só passeando porque eu estava triste que meu cachorro tinha sumido, mas o destino fez com que acontecesse e com isso já estamos junto há 1 ano e 4 meses.

Beijos, Carol.

Telenotícias disse...

Belas palavras...primeiro beijo nunca esquecemos!
Visite também: www.blogtelenoticias.com

Juan Diniz disse...

- Ige esse texto foi massa :D

ta de parabéns

vlw

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________