4 de julho de 2009

Síntese da Trajetória Machadiana

Grande gênio literário de uma era, o maior representante cultural de uma nação... O agora imortal antes fora de carne e osso, mero mortal como todos nós!

Imaginem uma pessoa que dedicou os melhores anos de sua vida para brincar. Agora pensem que ao invés de utilizar brinquedos, o artifício aderido por essa pessoa foi o caderno e a caneta, empregando esses como elementos para formar as palavras que deram asas a sua imaginação, criando assim os personagens mais conhecidos da literatura brasileira. Se você logo se remeteu a Machado de Assis, aquele que odiamos ler na escola, com suas palavras difíceis e linguagem rebuscada, acertou em cheio, ele é o homenageado de hoje na segunda edição da seção “Kiem fore...?”

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no Rio de Janeiro em 21 de outubro de 1893. De origem humilde e mestiço, numa época de grande discriminação, Machado trabalhou como vendedor de doces, aprendiz de tipógrafo e conseguiu – mesmo com uma infância difícil em que teve que largar os estudos ainda jovem e freqüentar apenas o ensino primário -, destacar-se como o maior ícone da literatura brasileira, estando entre os maiores do mundo. O autodidata dominou todos os gêneros literários como poesia, teatro, crônica, conto, crítica e sobretudo a prosa, atuando inclusive em jornais e revistas do Rio de Janeiro.

A narração de suas obras repassa um fino humor irônico, repleto de pessimismo e sarcasmo. Em seus títulos o autor descreve a essência humana, imprimindo sua visão não meramente perante aquela sociedade que viveu, retratou a coletividade atual desde suas virtudes até a arrogância que cerca cada um de nós.

Machado de Assis foi fundador e primeiro presidente da ABL – Academia Brasileira de Letras – ocupou a cadeira N° 23, cujo patrono era ninguém menos que José de Alencar. Suas primeiras obras foram inspiradas no romantismo, e a partir de 1881, teve no realismo sua principal fase. No período inicial, destacam-se os livros A Mão e a Luva, Ressurreição, Iaiá Garcia e Helena. Na fase áurea do realismo são Memórias Póstumas de Brás Cubas, Dom Casmurro, Quincas Borba, Esaú e Jacó e O Livro da Saudade.

Na vida pessoal, aos 30 anos o autor casou-se com Carolina Augusta Xavier de Morais a quem dedicou seu mais famoso soneto – A Carolina. A esposa também teve papel funcional na carreira de escritor, já que registros apontam que o intermediou a conhecer os clássicos da literatura inglesa e portuguesa. A união de ambos sucumbiu em 1904, ano em que Carolina faleceu.

Machado ingressou na imortalidade quatro anos mais tarde, mesmo ano em que publicou Memorial de Aires, findando em vida como um dos maiores ícones da literatura brasileira. Sua morte foi repercutida em todo país e exterior, findando essa Síntese da trajetória Machadiana.

Continue...

Site funeral Michael Jackson

Perdão, foi a imagem mais apropriada que encontrei!

Existem eventos que contraem os percalços da lógica humana, vejam por que...

Primeiro o anúncio dos 17,5 mil ingressos para o funeral de Michael Jackson, depois foi só ver a causar certo furor seguido por um verdadeiro alvoroço entre os fãs do astro. Só na primeira hora e meia de operação, o site de inscrição para participar do sorteio concorrendo a um tíquete para o velório foi visitado mais de 500 milhões de vezes. Uma média de 120 mil visitas de internautas por segundo.

Além da arena onde Michael fez os últimos ensaios, com capacidade para 20 mil pessoas, um teatro, que fica ao lado, também será ocupado pelos fãs. Para o prédio principal, serão distribuídos gratuitamente 11 mil ingressos. Para o outro, onde será instalado um telão, serão 6,5 mil tíquetes.

Haverá um sorteio eletrônico entre os fãs que tiverem feito inscrição pela internet. O restante das entradas será distribuído para parentes e amigos do cantor. Quem não conseguir o ingresso vai pode assistir pelos telões que serão espalhados pelas ruas da cidade.

Tudo bem que fã é fã né? Acho que o desemprego talvez seja um mal que assola todo o mundo porque precisava dessa mixórdia toda? Bom nada mais a declarar, é melhor calar antes que me complique de vez!

Continue...

Chuva na Praia

Dia chuvoso na praia

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ponto final

Continue...

zErOO


X + 1 = 1
X = 1 – 1
X = ...


O resultado dessa simples equação é o título do poema a seguir.



Zero

Só sobramos nós, eu e você
Pra tentar entender o que aconteceu
Ainda escuto os gritos da multidão...
Gemendo em abrigos quando amanheceu

Hoje, ou quem sabe amanhã
Vocês queiram lembrar como tudo começou
Faz tanto tempo já...
Para que se maltratar com o que já passou

O homem comum nunca acreditou
Que o mundo pudesse acabar
É só mais uma guerra...
Como tantas iguais, prá que se preocupar

Mas agora chegamos ao zero!
Um planeta deserto à nos acusar...
Fruto da insanidade dos povos
Do ódio imbecil, do poder nuclear!

Caso a principio você não sabia o resultado da equação e consequentemente o título do poema...Nossa você precisa realmente estudar!

Continue...

Joana

Joana

Essa noite é ideal
Pra ficar com você
E contemplar a lua
O seu lindo visual
Eu quero merecer
Ter você toda nua


E na manhã seguinte
Te abraçar, te beijar
E dedicar uma canção que mostre
O quanto eu te quero bem

Essa noite é ideal
Pra a gente exigir
O que há de bom na vida
Uma noite sem igual
Pra se falar de amor
Curar uma ferida


Joana, me telefona
E diz que vem correndo
Pra juntar seu corpo ao meu

Continue...

Juliana

A segunda colaboração do novo coveiro Fábio Netto (Polonês)

O primeiro encontro,
por conseqüência uma boa amizade


Em uma certa noite de novembro de 1994, estava Vanderley indo a um encontro com um pequeno grupo de amigos e conhecidos nas imediações do centro de Aracaju, por volta de 20:40h ao caminhar em direção ao seu destino passou uma bonita jovem em um carro importado ao qual não pôde deixar de percebe-la já que os vidros não eram muito escuros e estava devagar por causa de em sinal fechado logo adiante, aquele belo automóvel era irrelevante em relação à beleza e magnitude transmitidas por ela, pensou com seus botões que poderia acontecer alguma coisa para que pudesse conhecer-la, no instante em que ela passou pelo cruzamento um pneu furou; seria a oportunidade que pedira? Pensou alegre e baixinho indo ver se precisava de ajuda o qual aceitou, conversando um pouco durante a troca e logo em seguida descobriram que estavam indo ao mesmo lugar, sua amizade com Juliana começou naquele momento.

Estavam socialmente vestidos para a ocasião, chegaram em poucos minutos, porém, em grande estilo, como em algumas vezes e a partir daí quase sempre juntos e perceptíveis; inspiração para as boas coisas da vida os fluía com intensidade, estavam, cada vez mais conquistando novas amizades e de certa maneira reconquistando as que já tinham, aprendiam um com o outro, era uma amizade boa e saudável, algumas vezes colorida também, dentro da normalidade de pessoas conscientes e com personalidade própria.

Sabiam o que queriam, tinham certeza de suas convicções e desejos em sua plenitude, estavam constantemente dispostos a aprender o que a vida e as pessoas tinham a lhes oferecer, filtrando e absorvendo o melhor de tal aprendizado, havia em ambos, também, a consciência que a atitude de recomeçar e aperfeiçoa-se é todo dia e toda hora; a constante busca pelo conhecimento, vivência e interação com outras pessoas.

Boas aventuras eram uma constante, exploravam ao máximo o que podiam, seja uma simples caminhada na orla para relaxar ou as festas e eventos os quais estavam inseridos, na capital e algumas cidades do interior, sempre aprimorando conhecimentos e amizades.

Ainda no segundo semestre de 1997 Juliana ingressa na faculdade de direito, o incentivando cada vez mais a estudar para lhe fazer companhia na instituição, no mesmo curso ou em outro; em agosto de 1999 Vanderley ingressa em jornalismo onde vivenciam boas historias acadêmicas e por influencia dela, até a primeira metade de 2002 quando ela concluiu a graduação, ele apenas concluiria em junho de 2004, horizontes se expandiram para os dois consolidando ainda mais essa amizade até então.

Em agosto de 2003 ela precisou mudar-se para Brasília, de certa maneira, por motivos profissionais onde foram mutuamente abalados pela distancia, tinham uma excepcional cumplicidade, ficaram se correspondendo por telefone e e-mail, ficando, de algum modo, mais rarefeita essa comunicação, talvez pela carga de estudos e trabalho; atualmente a lembrança dessa amizade a qual não será esquecida por ambos e a esperança do reencontro em suas constantes viagens pelo Brasil.

Continue...

Âmago psicodélico

Âmago psicodélico

As diversas razões a me impedir de ver a verdade,
Abraçado nessas tuas invocadas mentiras dos porquês,
O que resta de ti, um âmago seco de ansiedade flamejante...

No antro sabor pecaminoso da carne
Conduza o amargo dessabor da tua inútil presente ausente,
Desfolha-me do sentir incipiente, a constante discrepância soturna,
Como cárcere da alma a plenitude, como degredo envolto a malvareza, onde só, apêndice a paciência...

Pudesse urdir leve sobre mim o teu amor melancólico, como pena caída,
Arremessada pelos sopros contingentes da ventania,
Ou como arvore de carinhos meus, ser no solo da alma previamente plantada...

Continue...

Onde está o Jason?

Tcháááá, háááááááá

Atenção moçada, a brincadeira agora é a seguinte...

Onde está o Jason?

UUUUHUUUUUUUUUUU, ACHARAM?

Cuidado, bem atrás de vocês, nesse Cemitério Jason Voorhees vai te pegar!

Continue...

3 de julho de 2009

O último DEPOIMENTO: Carisma tão natural quanto à força da gravidade!

Lembranças de um passado longilíneo, uma saudade que já não permeia ou brilha...

Ela nunca perguntou, mas se o fizesse algum dia e me indagasse, de como lhe definiria, tenho certeza que – inicialmente claro - gaguejaria bastante, até pouco a pouco ordenar os pensamentos e destacar de certa forma a sua condição carismática, que aparentemente escondida é sua principal virtude, um carisma tão poderoso por sua fragilidade abstrata e terrível pela pureza natural que se impõem sua loucura.

Uma amostra dessa qualidade se caracterizou bem no episódio que marcou nosso contato inicial. Eu acabara por te adicionar no MSN, era uma nova “amizade” que nascia e quem poderia imaginar que esse dia tão “maravilhoso” seria marcado também, pela nossa primeira controvérsia, uma briga bem idiota, que apenas serviria como abertura para outras tantas também!

Confesso hoje que silenciosamente, naquele dia amaldiçoei esse primeiro, bloqueei sua conta e passei horas me concentrando no pior que podia pensar de ti, lutando pra te “excluir” do meu PC e subitamente por completo da minha vida que acabará de entrar.

Mesmo tomado pelo ódio do rancor eu não consegui, nada disso acabou sendo suficiente, o destino me confinou a incumbência de na noite seguinte estar ao seu lado, utilizando o computador para dessa vez me deliciar com sua - agora agradável – companhia, sendo até obrigado a aceitar, não eras a pior pessoa do mundo como - por um instante – eu ousei tentar acreditar.

O estranho é que passei mais de um ano tentando entender esse processo, os motivos que me levaram para não ter te excluído. Só a pouco percebi que aquele momento tão ambiguamente tenro de alguma forma já me encantara e criou uma certa condição de dependência, que mais tarde fez com que me apaixonasse por você, te amando como nunca imaginei amar ninguém. Isso é carisma de verdade, invisível e natural como a força da gravidade. É isso que minha einnA tem! Quem diria que um dia esse textinho me renderia um post

Continue...

Diploma Jornalista

Também engajado nessa luta, não vamos desistir, continuemos lutando em defesa do diploma de jornalista!


Será uma árduo combate, mas lembrem-se, a verdadeira batalha só começa quando a gente pensa que não dá mais!

Então vamos em frente, todos juntos!

Continue...

Travesti faz sucesso com rap da pantera cor-de-rosa


Agora virou moda postar vídeos na net para promover a carreira artista. Com composições próprias, abordando preconceito contra o homossexualismo, o vídeo de Xuxú, de Juiz de Fora, teve 120 mil acessos em um mês.

“Sou magrela, sou pintosa. Mas não confunda com a pantera cor-de rosa”. Esse é um dos novos hits do momento...

O recado é da cantora Xuxú, travesti de 20 anos que se tornou sucesso na internet desde que seu vídeo, “Pantera cor-de-rosa”, foi postado no YouTube por um desconhecido. O rap, sobre fama e preconceito, teve quase 120 mil acessos em um mês e fez com que a artista de Juiz de Fora, Minas Gerais, virasse uma celebridade instantânea na web.

A história de Xuxú começou com 10 músicas gravadas em um CD, sendo que nove eram versões de outros artistas. Sem dinheiro para pagar direitos autorais, ela desistiu de divulgar o disco e resolveu investir apenas na suas composições próprias. Com ajuda de alguns amigos nas coreografias e na produção – além da base instrumental assinada pelo DJ Maurício – ela gravou um clipe numa praça perto de sua casa, no bairro de Santa Cândida.

Continue...

Cláudia Rodrigues feliz por voltar a ser “diarista”

Foi anunciado essa semana o retorno de uma das melhores séries de humor produzidas pela Globruo nos últimos anos.

Está tudo certo, Cláudia Rodrigues vai voltar a encarnar Marinete, sua personagem mais conhecida na televisão. A toda poderosa emissora vai produzir novos episódios de 'A diarista', ainda sem data prevista de estreia.

O programa vem seguindo fora do ar desde julho de 2007 e, depois disso, Cláudia participou do 'Casseta & Planeta' durante a licença-maternidade de Maria Paula. Agora se sente pronta para reassumir as funções da divertida empregada. A direção da emissora deu o sinal verde.

- Estou superfeliz, desde que o programa saiu do ar, a Globo tinha prometido que voltaria. Que bom! - diz.

Continue...

Olhos Negros

Olhos Negros

Os olhos teus não são verdes como os da fictícia
Amada musa dos meus sonhos, mas são até mais lindos
E brilhantes como o escuro das galáxias
Celestiais que percorres quando está indo,


Para o céu, tua morada definitiva
E compõe esses cantos com os quais blindo
Minh’alma com os influxos de tuas poesias
Que nos oferece em taças com que brindo

Tua presença ou então em tua ausência
Posso ler as tuas obras e com elas guindo-
Me para perto de seu jardim em utopia

De sonhos, mas pressinto que está vindo
E então me reanimo e afasto a nostalgia
Eis que te sinto acordado ou dormindo.

Continue...

Aperfeiçoamento cultural

Finalmente a estréia de um segundo coveiro aqui no Cemitério, seu nome é Fábio Neto ou simplesmente Polonês como é carinhosamente apelidado... Prestigiem o trabalho do escriba!Aperfeiçoamento cultural

Naquele momento, final de tarde, plena segunda, hora em que Vanderley gosta de parar, pensar, refletir sobre os últimos acontecimentos e planejar parcialmente a semana, estava com um certo brilho no olhar, um momento de inspirações a flor da pele lhe deu algumas boas idéias, motivação em sua vida pessoal e profissional.

Estava com aquele olhar tipo “olhos de ressaca” sereno, sério, mas não apreensivo; concentrado, introspectivo e silencioso, como se planejasse algo, de certo modo planejava, entre outras coisas a continuação de sua vida acadêmica, decisões e articulações de certa maneira imediatas, não poderia perder tempo, porem, deveria ser cauteloso e preciso em suas ações.

Planejamentos e promessas, alguns tão curtos quanto um sonho bom; reais e promissores, ideais e ideologias surgindo e sendo retomados, a história continua, às vezes sobreviver sem um arranhão é a idéia, porém, constantemente se propor a ser bom no que faz é importante e necessário sem, contudo a eterna tentativa por vezes inútil de ser o melhor, deve se ter à consciência que isto é uma conseqüência.

Astucioso, detalhista, crítico e dedicado, como em quase tudo que faz, se torna perceptível notar, em determinados momentos, um certo ar de preocupação e de querer resolver tudo o mais rápido possível, obter respostas imediatas; compreensível sintoma de um virginiano em constante desenvolvimento cultural.

Vanderley estava se dando conta e chegando a conclusão que tal ansiedade era simplesmente devido à especialização que lhe batia as portas, afinal a comunicação é sempre seu forte e atualmente sua principal motivação, além de algumas pessoas que o cercam ou sempre em contato, constantemente fazendo histórias e continuamente em seus pensamentos.

*Polonês é jornalista, pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior e editor do pasquim local Aracaju Cultural

Continue...

2 de julho de 2009

Olhos escuros

Olhos escuros

Linda moça de olhos negros
Olhos escuros capaz de matar
São dois lagos imensamente profundos
Outro mundo é teu olhar

Linda moça de olhos negros e escuros
Meu destino é teu olhar
São poemas
Noites claras
Poesia é teu cantar

Linda moça de olhos negros
Linda santa num altar
Olhos negros teu milagre
Foi fazer me apaixonar

Linda moça de olhos negros
Feito sol a me guiar
Sem teus olhos vigiando
A noite é negra sem luar

Continue...

Copa do Brasil: Godói xinga Felipe



Alguém entendeu essa do Godói


“Não vai ficar no chão o FDP que vai ter que aumentar a PXA do tempo”


Reza a lenda que o ocorrido foi o seguinte...

Aos 49 minutos da final entre Inter e corinthians, Godói como qualquer outro torcedor corintiano já estava impaciente... Aí vem o goleirão felipe e se joga no chão, num aparente lance de fazer cera, logicamente que o cara...

Pelo menos foi engraçado, isso não se pode negar, certo?

Continue...

GIRL CAN'T HELP IT



Sem duvidas uma – entre tantas de minhas canções favoritas...

Girl can’t help it – amo profundamente o Journey – para sempre no puro som do AOR!


GIRL CAN'T HELP IT

If he could hold her, so close in his arms...again
If she could show him
The letter her heart forgot to send...why
They're livin' dreams on their own
Ooh they'll never stop running

The girl can't help it, she needs more
He hasn't found what he's lookin' for
They're still standing in the rain
He can't help it, and she's just that way

And when he calls her
She tells him that she still cares
Under the moonlight,
He wonders why she can't be there...why
Why do they go on alone
When they're missin' each other

The girl can't help it, she needs more
He hasn't found what he's lookin' for
They're still standing in the rain
He can't help it, and she's just that way

The girl can't help it, she needs more
He hasn't found what he's lookin' for
They're still standing in the rain
He can't help it, and she's just that way

There's a fire
Ooh there's a fire in his eyes for you
Don't you know she still cries
Ooh do you know she still cries for you
Fire
Ooh there's a fire in his eyes for you
For you she cries
Ooh do you know she still cries for you
Fire
Ooh there's a fire in his eyes for you
Ooh nothing stands between love and you


Continue...

Estréia Jean Charles

Depois de despertar a poucas semanas atenção da mídia com o filme “A mulher Invisível”, heis que Selton Mello retorna protagonizando novo longa metragem. “Jean Charles” é dirigido pelo brasileiro Henrique Goldman, com pré-estréia nesta semana no Brasil.

O filme é uma ficcionalização dos últimos meses de vida do mineiro Jean Charles de Menezes que estava no lugar errado na hora errada.A película narra a história do eletricista morto com sete tiros na cabeça pela polícia britânica em 2005, na estação de metrô de Stockwell, no sul de Londres.

Mas, segundo Goldman durante entrevista a imprensa, a tragédia é apenas uma parte da trama, inclusivamente sua morte fica restringida a segundo plano na proposta de um filme sobre sua própria vida. O principal objetivo é descrever a história da vida de Jean e de seus primos em Londres: "Apesar de estar tratando de uma tragédia, é um filme alegre. É um filme sobre a vida, não sobre a morte".

"A intenção com o filme é tentar mostrar o cara que ninguém conheceu. Em toda a cobertura da imprensa, em todo lugar onde o caso ficou famoso, Jean Charles ficou famoso só por aqueles poucos minutos em que entrou no trem e foi baleado. Mas muito pouco se soube sobre quem ele era", explica Marcelo Starobinas, roteirista do filme.

"Nós optamos por fazer com que o público conhecesse esse personagem, se envolvesse com a vida dele, e a partir desse envolvimento emotivo, compartilhar essa nossa indignação com que aconteceu com ele," adiciona Goldman.


Como milhares de brasileiros que emigram para a Europa e Estados Unidos em busca de melhores condições econômicas, Jean Charles veio para Londres em 2002. Ele foi confundido pela polícia com um dos extremistas islâmicos que teriam planejado um ataque frustrado ao sistema de transporte da capital britânica no dia 21 de julho de 2005. No dia seguinte o brasileiro foi seguido ao sair do apartamento em que morava e, ao entrar no metrô, foi morto por um grupo especial da polícia londrina.

Além de atores experientes como Selton Mello e Vanessa Giácomo, o elenco também é formado por não-atores, incluindo pessoas que conviveram com Jean Charles, como a prima Patricia Armani, que interpreta o seu próprio papel.

Continue...

Entrevista Fernando Morais na Revista Brasileiros

Fernando Morais se destaca no universo literário como autor de biografias que viraram best-sellers.Verdadeiro especialista em narrar trajetórias de personagens polêmicos controversos. Nessa perspectiva, utilizou de uma habilidade incomum para escrever as biografias de Assis Chateaubriand (Chatô, O rei do Brasil) e Olga Benário Prestes (Olga).

A última façanha contraria a perspectiva de obras anteriores, o receituário do biografismo, escolheu para seu mais novo trabalho um personagem vivo, uma das figuras mais amadas e contestadas de nossa literatura, apesar de ser tão ou mais conhecido mundo afora do que Pelé.

Claro que só poderíamos estar falando de Paulo Coelho. Fernando Morais durante entrevista a Revista Brasileiros discursou sobre diversos pontos do novo livro lançado e claro, a folclórica figura do mago.

Confira algumas passagens:

Brasileiros - Suas biografias mais famosas, Chatô e Olga, eram de pessoas mortas. Como foi contar a trajetória de uma pessoa viva e que ainda constrói a sua trajetória? De certo modo, O mago é um projeto inacabado, não? O que pensa disso?

Fernando Morais - Além de ter a inconveniência óbvia de expor o personagem que está por aí, que tem família, amigos etc., há um segundo inconveniente: o livro se torna datado. Eu brinco que daqui a 60 anos, alguém vai escrever O mago - parte 2. E também tem o fato de você conhecer o biografado, porque, durante o processo de feitura do livro, você acaba se aproximando do personagem. Por outro lado, nada substitui o olho do autor. Afinal, você está presenciando, participando dos acontecimentos, ninguém está te falando. O que acaba sendo uma vantagem. Você não precisa se cercar tanto de testemunhas, ouvir tanta gente, etc. E o privilégio de conviver com o personagem é insubstituível. Para escrever o livro, convivi três anos com o Paulo. Mas, ainda assim, não pretendo escrever mais sobre pessoas vivas.

Brasileiros - Conhecendo tão bem Paulo Coelho, o que você acha da relação pouco amistosa que ele mantém com a crítica brasileira? Acha que ele é injustiçado aqui?

F.M. - Mais do que isso, o Paulo é tratado de uma maneira desrespeitosa, às vezes. Não sei as razões que levam determinados críticos a tratar a obra do Paulo com desprezo. Mas, na maioria dos casos, isso cheira um rasteiro sentimento de inveja. O Paulo é o único autor vivo mais traduzido do que Shakespeare; há países onde ele é publicado que não tem nem assento na ONU. Como que a crítica internacional trata a obra do Paulo? Gosta de uns livros e não gosta de outros, normal. E quando eu falo em crítica internacional, estou me referindo a Inglaterra, França, Estados Unidos, Rússia, países com níveis de educação seguramente mais altos que os nossos. A New Yorker, totem da intelectualidade americana, dedicou oito páginas a uma reportagem elogiosa sobre o Paulo. E aqui no Brasil não há sequer um veículo de envergadura que tenha uma opinião contrária, todos falam mal dele e de sua obra.

Clique aqui para ler a entrevista completa

Continue...

A Dança

Vou logo confessando o óbvio, basta se por lê-la para saber que esse poema não é de minha autoria, tamanha diferenciação poética que apresenta na perspectiva de minhas infundadas produções. A obra tem até algumas passagens interessantes, só não dou os devidos créditos ao autor por não saber de quem se trata, encontrei por acaso aqui no meu computador.

A Dança

Não te amo como se fosses a rosa de sal, topázio
Ou flechas de cravos que propagam o fogo:
Te amo como se amam certas coisas obscuras,
Secretamente, entre a sombra e a alma.
Te amo como a planta que não floresce e leva
Dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
E graças a teu amor vive escuro em meu corpo
O apertado aroma que ascendeu da terra.
Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
Te amo assim diretamente sem problemas nem orgulho:
Assim te amo porque não sei amar de outra maneira,
Senão assim deste modo que não sou nem és,
Tão perto que tua mão sobre o meu peito é minha,
Tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.
Antes de amar-te, amor, nada era meu:
Vacilei pelas ruas e as coisas:
Nada contava nem tinha nome:
O mundo era do ar que esperava.
E conheci salões cinzentos,
Túneis habitados pela lua,
Hangares cruéis que se dependiam,
Perguntas que insistiam na areia.
Tudo estava vazio, morto e mudo,
Caído, abandonado, decaído,
Tudo era inalianavelmente alheio,
Tudo era dos outros e de ninguém,
Até que tua beleza e tua pobreza
De dádivas encheram o outono.

Continue...

Moonwalker será relançado no Brasil

Musical de Michael Jackson chega em DVD às lojas em cerca de 15 dias...

A onda do momento sem dúvida é Michael Jackson, os selos do astro voltaram a figurar entre os mais vendidos e certamente terá mais de um representante nos 10 mais de cada loja virtual. Então pensando nisso, a Warner Home Entertainment – que não é boba nem nada -, já anunciou que vai relançar no Brasil o DVD Moonwalker, longa-metragem musical de 1988 estrelado por Michael Jackson Rei do Pop. E as empresas que têm material dele sabem disso.

No auge da fama, Moonwalker conta a história de um herói extraterrestre cheio de poderes mágicos, interpretado por Jackson, que vem à Terra para ajudar três crianças a combater o vilão Mr. Big, um poderoso traficante de drogas.

A trama na verdade serve apenas como pano de fundo para a apresentação de diversos sucessos como "Man in the Mirror", "Smooth Criminal" e "Leave me Alone" - que rendeu ao artista um Grammy de melhor videoclipe em 1989.

Com 92 minutos, Moonwalker estará à venda nas lojas a partir do dia 16 de julho, pelo preço sugerido de R$ 29,90.

Continue...

O lago

O lago

Contemplo o lago mudo
Que não me dizes nada
No ano passado
Enchi um lago...
No fundo de uma cascata
Recuperei um báltico
e coloquei-o debaixo da nespereira
Ali sentado
Todos os dias ouço
A voz da minha alma grata
A água pela singela maneira
Como alivia o meu enfado.

Continue...

No Brasil congressista recebe mais que o dobro de benefícios de um deputado nos EUA

Absurdo que acabo e ver no IG

De acordo com o texto, um estudo feito pela organização não-governamental Transparência Brasil mostra que as verbas e o salário de um congressista brasileiro, quando somado todos seus atributos, totalizam mais do que o dobro dos benefícios a que tem direito um deputado nos Estados Unidos. A pesquisa foi feita com base nos rendimentos, verbas e assessoramentos recebidos por congressistas do Brasil, Chile, México, Estados Unidos, Alemanha, França, Grã-Bretanha e Itália.

"No agregado, o salário e as verbas (para representação, para viagens e para a contratação de assessores) a que têm direito os deputados federais e senadores brasileiros superam R$ 1 milhão ao ano. Tal fato, coloca os congressistas do Brasil como os mais bem pagos, excetuando-se os deputados dos Estados Unidos (cerca de R$ 3 milhões)."


"No Brasil, deputados e senadores recebem mais do que um deputado alemão (R$ 860 mil), francês (R$ 770 mil) ou britânico (R$ 760 mil).Quando se faz a correção pelo indicador da renda per capita, os benefícios do congressista brasileiro ultrapassam os do deputado norte-americano e chegam ao topo da escala."



Clique aqui pra ver a matéria completa

Continue...

1 de julho de 2009

Deadly Friend - A maldição de Samantha



Até onde se vai para salvar o grande amor de uma vida?

Jovem e precoce, cientista apaixona-se por sua nova vizinha, oprimida e violentada pelo pai. Em mais um instante dessas constantes brigas familiares, a morte da garota acaba sendo acidentalmente provoca. A fim de ressuscitá-la, o rapaz implanta circuitos eletrônicos no cérebro da amada – o que o amor não faz em? Só que posteriormente percebe que muito mais do que trazer a namorada de volta, criou um verdadeiro monstro assassino.


A princípio, a trama se mancomuna com um panorama interessantemente ambíguo. Uma boa pedida também perante aqueles que procuram “aquele” filme trash para assistir com os amigos ou namorada.

Apesar de ser um filme B, apostando no lema “se é tosco é bom”, “Deadly Friend” ou no Brasil como foi intitulado “A maldição de Samantha”, é uma produção datada de 1986. Então, logo nesse limiar um verdadeiro escrúpulo consciente, centrado no motivo pelo qual abordar uma película finalizada a mais de duas décadas. Isso pela sutil singeleza que envolve não somente a obra em questão, mas sim todo processo de inventabilidade criativa na realização de grandes filmes com enredos autenticamente diferenciados. Esses analisando sobre o prisma de hoje, parece terem padecido com o término dos anos 80, indubitavelmente a década de ouro das produções de horror.

O clássico é uma alternativa diferencial para aqueles que querem fugir de gêneros comuns, tradicionais películas a estampar um grupo de pessoas a serem oprimidas pela ação de um louco serial killer ou afins, sempre a matar por qualquer propósito absurdo para impressionar o expectador. Não que os enlatados dessa abordagem sejam ruins, apenas "A Maldilão de Samantha" entoa como uma produção de caracterizações próprias. Inclusivamente, ao subirem os créditos, a impressão final pode até ser negativa, só que sem qualquer vestígio da tenra impressão de já se ter presenciado o mesmo com outro nome e personagens como ocorre bem ultimamente.

Baseado no livro "Friend", escrito por Diana Henstell ,o filme é dirigido por Wes Craven que entre outras produções adquiriu fama como diretor e roteirista do filme “A hora do Pesadelo”, criando o personagem Freddy Krueger e também sendo idealizador da série “Pânico”. Uma das marcas do diretor é sempre desenvolver temáticas Incomumente inusitadas, ínsitos a preceitos elementares a lógica humana. Craven é um real excursionista do âmago psicologista de seus personagens, que lhe emprestam a “vida” para se apresentarem como verdadeiras cobaias de uma enegrecida “brincadeira” atada por altercações socialmente humanas. No filme em questão, as entrelinhas asseveram que todo e qualquer ser humano não está preparado para perder seu melhor amigo e o grande amor de sua vida ao mesmo tempo. Simples, não?

Um pequeno grande tesouro inserido em uma produção essencialmente fantástica, misturando na dose exata rudimentos como suspense, ficção e romance extremamente bem embutidos, automaticamente responsável para que o espetáculo fílmico não envelheça, na certeza que mesmo daqui a uma ou duas décadas haverá alguém a reverenciar o filme.

O enredo se desenvolve logo nas primeiras cenas durante apresentação dos personagens. Paul - interpretado pelo ator Matthew Laborteaux -, está de mudança para uma pacata cidade dos Estados Unidos com sua mãe Jeannie - Anne Twoney. Jovem dotado de exímia inteligência, construiu seu próprio robô e também o melhor amigo, atendendo pelo nome de Bi-bi. Esse é um “robozito” bem característico dos anos 80, apesar de muito simpático, esconde uma veia sinistra e assustadora, que é camuflado a maior parte do tempo adotando estereótipo de companheiro e fiel amigo.

Na nova cidade ainda fazem parte do universo de Paul o novo amigo Tom -Michael Sharrett -, entregador de jornais. Elvira Parker – interpretada pela saudosa atriz Anne Ramsey -, que incorpora com maestria a figura de vizinha velha e rabugenta, capaz de cercar toda área de sua casa para nunca ser atormentada pelas crianças e adolescentes do bairro. E finalmente a outra vizinha de Paul, a linda Samantha – da musa Kristy Swanson -, que é maltratada constantemente pelo seu pai Harry - Richard Marcus -, querendo impedir a qualquer custo que sua filha se envolva com seu novo vizinho.

A trama segue no ritmo certo sem que o expectador perceba, tamanha sua interação com a inocente relação vivida por Paul e Samantha, o amor em sua pura e natural essência cintilante. A cena de ambos tem distintivamente um clímax delicioso, que encanta e seduz. Acontece que em filmes de terror, felicidade é consecutivamente vaporosa. Quando a obra caminhava para um verdadeiro dramalhão romântico, Elvira, que não gostava dos novos vizinhos concretiza a destruição de Bi-bi a tiros de espingarda quando este invadiu seu quintal para recuperar uma bola de basquete anteriormente pedida.

Esse foi um fator crucial para o completo desenrolar do seguimento. Enquanto lutava para superar a morte de Bi-bi, a garota é covardemente assassinada pelo pai. Samantha havia aceito um convite para jantar na casa do amigo, acreditando que seu pai estava desmaiado e alcoolizado no sofá, mero engano do acaso, Harry a espanca violentamente, fazendo com que a jovem role escada abaixo e de imediato, tenha morte-cerebral.

A vida havia sido realmente repleta de iniqüidade, com Paul incapaz de se conformar com a perda do melhor amigo e seu grande amor, invadido por uma súbita escapatória para o fenecimento, junto com o amigo Tom, cria um plano para salvar Samantha e conseqüentemente trazerem ambos de volta, em um único corpo. A ideia é implantar na cabeça de Samantha o chip do Bi-bi usado como cérebro. Fantástico, não é mesmo? Amostra astuciosa em criatividade inventiva.


Samantha desperta com uma força fora do normal. Sua visão é toda desfigurada, exatamente como Bi-bi concebia o ambiente. Seu olhar não passa muito sentimento, verdadeira fusão entre garota e robô, suas mais fortes lembranças são: o pai que causou sua morte e Elvira Parker que a tiros o destruiu. Duas mentes agora pensando em um único e instintivo desejo de vingana.



A primeira parte do fim é aparente previsível, Samantha morre pela segunda vez, é levada ao necrotério e Paul inconformado com a morte da namorada robótica, vai roubá-la novamente. A surpresa vem no minuto que se deparam, Samantha o agarra e toda pele do seu corpo começa a descamar, dando vazão a um atípico semblante de robô feminino. Impossível deduzir o objetivo de Wes Craven, na analogia absurda que rompe todo processo de coerência desenvolvido ao longo do título. Afinal nem o expectador com maior inspiração para o exagero concenteria que o chip alojado na cabeça de Samantha, transformou seus órgãos e seus ossos em máquina. Essa é uma indagação que muitos fazem a mais de duas décadas.



Pelo menos um encerramento nada previsível, o objetivo era simplesmente conceber um final aberto e absurdo o bastante para chocar e se manter eternamente fixo a mente do público. Sendo possível que tudo se limite a lógica fantasiosa do sonho, tendo cada qual de assistir para formar uma tese que facilite a complexidade na cena. O que fica realmente é uma produção de personagens envolventes, replena de particularidades, fazendo com que se apaixone pelos personagens em questão.

Continue...

Louca(mente) Improvisado

Amor louco e desvairado, que me deixa louco e viciado....

Me consome e some, sem nem ao menos deixar recado.

Amor sem vergonha e tarado, que me enlouquece e pede cada vez mais e mais de mim.......

Amor sem fim, que eu desejo você só pra mim...

Menina malvada, safada e tarada, que no âmago poder da sedução, roubou completamente e não somente meu coração...

Perdoe-me do dia em que te disse não... Mas não pude conter o cansaço deste corpo envolto ao teu abraço, forte como um laço.

Vem menina safada e tarada, me seduz e me ataca,me deixa loucamente viciado nessa tua boca marcada pelos beijos meus.

Vem menina safada.......

Ardente em chama

Continue...

Cachorro Grande



Antes de morrer ainda farei um post descente sobre essa banda.

É óbvio o quanto se inspiram nos Beatles, realmente isso não é novidade. O som é excessivamente nostálgico, boas letras, sempre quando escuto me sinto muito bem em meio a suas propostas!

Cachorro Grande é uma banda brasileira de rock and roll formada em 1999, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Seus integrantes são Beto Bruno (vocalista), Marcelo Gross (guitarrista), Rodolfo Krieger (baixista), Pedro Pelotas (tecladista) e Gabriel Azambuja (baterista). Jerônimo Lima ainda participou da banda, sendo o antigo baixista.O grupo possui um total de cinco álbuns lançados.

Enquanto um post mais detalhado não vêem se deliciem com uma de minhas canções favoritas da banda...

Continue...

Megan Fox possuída pelo demônio em novo filme

Essa chega deu água na boca!

Megan Fox, que chegou a ser eleita uma das mulheres mais sexy do mundo, viverá uma estudante que, após ser possuída pelo demônio, passa a perseguir seus colegas para matá-los em seu novo filme, “Jennifer´s Body”, informou o site do jornal Daily Mail.

A publicação divulgou uma foto da musa de 23 anos, no set de filmagem, coberta de sangue e com aparência de zumbi. No longa-metragem, a melhor amiga de Megan decide assassiná-la para que ela não perturbe mais a escola.

Fantástico esse não posso perder!

Continue...

U2 lança turnê com política e homenagem a Jackson

Essa eu vi no IG Música

Banda inicia a 30° Tour em Barcelona com show de duas horas e quinze minutos. Após cerca de duas semanas ensaios constantes, o U2 lançou na última terça-feira (dia 30) em Barcelona a sua nova turnê mundial “360º Tour”.

Durante a apresentação a banda deixou o público de boca aberta com um super-hiper-mega palco, uma estação espacial om forma de aranha de 50 metros de altura, inspirada na obra do arquiteto catalão Antoni Gaudi, batizada de The Claw (A Garra). De tão suntuoso, o cenário chegou a ofuscar o grupo.

Clique aqui para ver o texto na integra

Continue...

iPhone 3GS pode sofrer com grave problema de superaquecimento

Usuários relatam que aparelho opera a temperaturas muito altas quando se usa o GPS

Depois de uma espera árdua, nem bem foi lançado o iPhone 3GS e já está sendo alvo de reclamações de alguns de seus usuários. Segundo comentários em fóruns e diversos blogs, os usuários contam que o novo produto da Apple pode superaquecer e o plástico de que é constituído pode perder a cor.

Aparentemente, o defeito é creditado a operação do GPS. Depois de um certo tempo utilizando esta função, o aparelho tende a ficar muito quente, inclusive, vazou na net fotos mostrando um iPhone 3GS branco descolorido. O proprietário alega que a perda de cor vem do calor notadamente excessivo produzido pelo aparelho enquanto ele usava a rede 3G e o GPS.

Estes fatos, no entanto, parecem não desagradar alguns usuários, que consideram que estas características estão dentro do normal e se recusam a desconfiar nos produtos da Apple.

Continue...

Cristiano Ronaldo chuta vidro de carro de fã

Vários sites estão noticiando que Cristiano Ronaldo admitiu que chutou o vidro de um carro quando percebeu que uma fã sua tentava captar imagens suas na rua. Com isso é bom tomar cuidado na hora de tietar um astro, é sempre bom lembrar na hora de se aproximar com tanta intimidade que apesar de sabermos tudo da vida do mesmo, ele simplesmente não nos conhece, certo?

Segundo o site do jornal Daily Mail, o Ronaldo luso ficou furioso quando viu a adolescente Sara Pardal com uma câmera nas mãos e chutou o vidro de seu carro, espalhando os estilhaços de vidro sobre a garota.

Cristiano Ronaldo pode encarar o tribunal pela agressão e pode pagar uma indenização à vítima. O incidente aconteceu por volta das 9h da manhã do último domingo (28), onde ele deveria estar relaxando antes de se apresentar como jogador do Real Madrid na Espanha, na próxima semana.

Continue...

Tempo de verão

Tempo de Verão

Tempo de verão
É alegria e sol
Todo mundo brilha
Mais que um farol
Que bom
É nessa onda que eu vou
Basta um toque, um gesto
Um jeito, um olhar
Emoção a flor da pele
Não dá prá segurar
É nessa onda que eu vou
Vou viajar, subir rumo
Ao norte com você
Depois te amar
Quando anoitecer Bis
E de manhã seguir
A costeira para o mar
Prá Jacumã
E outra vez te ver, vou te ter...

Continue...

Processador quântico rudimentar é criado por Cientistas

Feito é um grande passo rumo à criação do primeiro computador quântico de uso prático, mas...O que seria um processador quântico...?

Para se saber o que é um computador quântico primeiro é necessário abordar as características de uma dessas máquinas tradicionais. No computador comum, a menor unidade de informação é o Bit, que pode ter dois valores: zero – estando desligado - ou um – funcionando por completo. O diferencial na perspectiva de equivalência quântico é o Qubit (Quantum Bit), que apresenta um diferencial: pode assumir vários estados superpostos ao mesmo tempo, armazenando consequentemente maior número de informação.

Um computador quântico fica exponencialmente mais poderoso a cada “Qubit” adicionado. Pesquisadores da universidade de Yale, nos EUA, anunciaram a criação do primeiro processador quântico de estado sólido. Esse foi um importe passo que certamente um dia culminará na criação desse primeiro apetrecho na história, representando verdadeira revolução no meio tecnológico.

Agora na prática em que aspecto mais concreto está centrado toda diferenciação? Para se ter uma idéia do potencial real, estima-se que mesmo máquinas simples construídas sobre está perspectiva, possam ser capazes de romper quebrar, em questão de minutos, cifras criptográficas consideradas impenetráveis para os computadores atuais. Isso quer dizer que? Os cálculos na perspectiva atual demorariam milhares de vezes mais que o tempo de vida de seus programadores, realmente assustador!

Essa hora vem à indagação, por que estima-se que esses computadores sejam tão superiores? Os quânticos se mostram capazes deste feito por tirarem proveito da capacidade de superposição dos Qubits para testar todas as combinações possíveis ao mesmo tempo, enquanto os “pcs” de hoje tem que testar cada combinação seqüencialmente, uma a uma, incrível, certo?

"A equipe de Yale criou seu processador com dois Qubits compostos de bilhões de átomos de alumínio, agrupados de forma a funcionar como um átomo só. A chave do sucesso foi conseguir manter os Qubits estáveis por até um microssegundo, tempo suficiente para executar algoritmos simples de busca. Tentativas anteriores só mantinham tal estabilidade por um nanosegundo, insuficiente para aplicação prática. Os cientistas também criaram um “barramento quântico” que usa fótons para transmitir rapidamente informações entre os Qubits."


"Agora os pesquisadores trabalham em meios de aumentar o tempo de vida dos Qubits e modos de conectar mais deles a seu barramento. Apesar da descoberta, eles são cautelosos: “ainda estamos longe de criar um computador quântico prático, mas este é um grande passo à frente”. "


Fonte: Tecnologia IG

Continue...

Vivendo, Amando e Aprendendo

O que dizer de um livro que se estabelece na proposta de descoberta do homem? E o caminho trilhado pelo autor tem por objetivo mostrar, que através do amor, se poderá compreender a vida e nossa relação com todas as etapas da existência.

Autoria de Leo Buscaglia, a obra intitulada Vivendo, Amando e Aprendendo além do conteúdo fantástico, estabelece um resumo fiel da vida. Ou seja, o homem vive para amar, ama para aprender a importância desse e aprende para viver melhor entre os seus. E assim por diante, numa sucessão de tentativas, enganos, dores, alegrias, perdas, ganhos e, enfim, a tão sonhada evolução!

Como no trecho a seguir

“Quando você para de esperar, tem todas as coisas. Isso é maravilhoso. Se você passa a fazer as suas coisas sem expectativas, então já tem tudo de que precisa. Se lhe dão alguma coisa em troca, você recebe isso de braços abertos. Deve vir sempre como uma surpresa. Mas se você esperar uma reação e ela acontece, é uma chatice. Pare de esperar, e terá todas as coisas. Tome o que as pessoas lhe derem . Se você o apreciar, abrace-o, beije-o e receba-o com alegria, mas não espere nada. Se quiser sofrer, é só andar por aí na expectativa. As pessoas não estão aqui para corresponder as nossas expectativas "

Não percam tempo e confiram o quanto antes...

Continue...

30 de junho de 2009

Mutantes da Marvel revelam homossexualidade

Quando penso que já vi de tudo nessa vida – acho até que já disse isso aqui no blog , heis que surge alguma louca notícia que me deixa completamente estapafúrdio...

A última bomba vi no Omelete... E acreditem, é sobre esse universo que tanto amo de heróis e vilões. Primeiro o que tenho a acrescentar, é bem verdade que esse século XXI será marcado como um período de liberação sexual, só que estão levando isso muito a sério, até os heróis estão saindo do “armário”, quando chegará a vez dos vilões?.

De acordo com a matéria, alguns leitores mais atentos já suspeitavam há mais de 10 anos, mas só tiveram a confirmação na semana passada: Rictor e Shatterstar, ex-amigos da equipe X-Force, atualmente aparecendo na série X-Factor, são realmente homossexuais.

"Na página final de X-Factor #45, lançada na semana passada, Shatterstar - após anos sem dar as caras nas HQs da Marvel Comics - é tirado de um transe por Rictor e Guido. Quando ele lembra-se quem era, Rictor lhe diz: "Sim, sou eu, cara. Está tudo bem. Não interessa o que aconteceu. Vai ficar tudo bem". Os dois então se abraçam e se beijam". NOSSAAAAAAAAA

Tudo começou quando Shatterstar - criado na série New Mutants, em 1991 - e seu amigo Rictor - surgido na X-Factor original, em 1987 - levantavam suspeitas dos fãs desde suas aventuras conjuntas na série X-Force. Primeiro porque os dois atuavam sempre juntos, diziam sentir saudades um do outro e deixaram a equipe ao mesmo tempo para mudar-se, por um período, para o México para salvar a família de Rictor.

"O escritor Peter David, de X-Factor, vinha dizendo em entrevistas que brincaria com a suspeita homossexualidade de Rictor. A cena da edição 45 põe fim à especulação.Vale lembrar que Estrela Polar, personagem mutante da equipe Tropa Alfa, foi o primeiro super-herói dos quadrinhos que se declarou homossexual, no início da década de 90".

Continue...

Uma prévia dessa dedicatória

Queria tanto entender o amor, mas quem sou eu um simples sonhador. Alguém que não se cansa de te procurar, pois tem uma certeza talvez absurda que irá te encontrar. Portanto, não há razão para desistir, quando acreditar é sempre mais, desconhecendo formas de impedir, o querer de um coração mortal.

Infelizmente tudo que sei e posso é escrever o meu amor. Lembro que todas as tentativas frustrantes de prová-lo a você, acabaram por fim me complicando. Seria até simples desejar um minuto com você, para dizer tudo aquilo que nunca pude fazer, complicado sim é fazer outras tantas coisas que não pude te dizer.

Às vezes penso que além de não saber o que fazer, também nunca soube ao certo o que te dizer. Diferente de você, que mesmo assim sempre falou o que quero, fazendo sempre aquilo que gosto – em certas ocasiões antes mesmo deu gostar. E ao ver nossas “pegadas” cicatrizadas no chão, em locais que estivemos juntos, um coração descobre que te amar é mais que todo o prazer, nem imagina como é bom precisar de você e que não vou deixar morrer o nosso amor. Te amar também é maior que um mero e simples querer, é como viver, sonhar, sofrer e entender, que não irei deixar morrer esse nosso louco amor.


Dedicatória

Ninguém precisa me dizer
O que eu estou sentindo agora
Veio vindo
E a minha sina é receber
O vento frio
E a chuva lá fora

A tempestade e os raios chegaram
Para iluminar
As sombras dessa história
As nossas flores e sementes secaram
O nosso amor é uma dedicatória

Mas se o vento levar meu pedido
E o meu pedido puder te alcançar
Mesmo assim é difícil e eu duvido
Que o tempo possa voltar

Você diz que está mais feliz
Mas eu não vejo essa alegria ao seu lado
Eu só não sei que mal foi esse que eu fiz
Que explique um sonho assim abandonado

É bem possível que eu não possa proteger
Quem se fere a toda hora
Até os bichos querem sobreviver
Pra onde você foi embora?

Pra onde você foi?
Pra onde você foi embora?

Mas se o tempo matou seu desejo
E o seu desejo já chegou ao fim
Mesmo assim é difícil e eu não vejo você
tão longe de mim

Você foi embora?
Pra onde você foi embora?
Pra onde você foi?

Continue...

Tuning Brasil

Existe muito o que se falar quando o assunto é tuning?

Confesso logo que não sou um dos maiores entendidos no assunto.

Acredito que o “critério” de concepção para conceber um novo veículo já existente – redundante complexidade -, é uma proposta em meio a própria personalidade do dono, suas características, melhorando a carência apresentada pelo automóvel e principalmente respeitando um pouco as características do veículo.

Isso porque nos últimos anos a moda de modificar os carros ganhou incrível fôlego, e hoje é muito comum vermos carros ‘tunados’ rodando pelas ruas do Brasil, instaurando talvez até um novo conceito artístico em design. O fato é que alguns exageram um “poquinho” nos ideais criativos e acabam chamando muita atenção.

Veja os exemplos abaixo e opine: mau gosto estético ou verdadeiro excesso de criatividade?

Ufa enfim terminou...

Continue...