15 de junho de 2009

Procurando uma mulher invisível



A divertida comédia exalta ainda mais o talento de Selton Mello e destaca Cláudio Torres como diretor.

Miséria, corrupção, violência, favelas, prostituição...espera, o que teria afinal, tudo isso a ver com “A mulher Invisível”? A relação está exatamente, na ausência desses elementos. Sempre quis ver no Brasil, uma película interagir com outros tipos de proposta, atingindo uma nova condição, que pode ser denominada como os pícaros da glória. Essa conquista pode ser considerada como uma verdadeira façanha, e se baseia naquele tipinho de badalação acerca de uma obra, reconhecimento aliado a um bom roteiro, em conjunto a uma boa fotografia, uma amostra real de inventabilidade, sem precisar recorrer a temas como os tais. Nos últimos anos, até existiram candidatos ao feito, agora eis que essa produção realmente conseguiu.

“A Mulher Invisível”, não vem bem noticiado meramente por ser um lançamento brasileiro. A comédia romântica denota uma perspectiva absurda, uma “estória” com padrões verídicos que mais beiram o surrealismo absoluto, na figura de Pedro, que encarnado por Selton Mello ganhou aquela atípica conotação de um sujeito padrão, bem século XX, que ainda acredita no casamento e em encontrar a outra metade da laranja. Carlos é seu melhor amigo, o personagem do ator Vladimir Brichta, aparece como uma figura contraditória e inversa a Pedro, o choque se estabelece a principio por não acreditar na idéia, de que um homem possa passar a eternidade ao lado de uma única mulher, bem aquele papinho de até que a morte nos separe. Os dois também são colegas de trabalho em uma sala de controle de tráfego da Prefeitura, onde podem a vontade bisbilhotar - e muito - a vida alheia

O longa é dirigido por Cláudio Torres, filho de Fernanda Montenegro. No elenco de "A mulher Invisível” ainda fazem parte Maria Manoella (Vitória) Fernanda Torres (Lucia), Luana Piovani (Amanda), além de Maria Luiza Mendonça (Marina), Paulo Betti (Nogueira) entre outros.

A trama

Seguindo por uma analise mais detalhada, no começo o espectador é apresentado a Pedro, uma figura folclórica de devotado marido, que se vê logo nos primeiros cinco minutos abandonado pela esposa. Aí de um modo descontraído, nos sensibilizamos com a dor do protagonista e esse fato serve como uma base seqüencial para o restante do filme. A trama se estabelece com o melhor amigo, nesse tipo de relação um tem acesso fácil de informação a cerca um da vida do outro. E vendo o estado deplorável do “irmão”, é previsível deduzir que Carlos se mostra preocupado e procura um modo direto para ajudá-lo, de um jeito irônico sua vida chegou ao fim desde quando foi abandonado pela mulher.


Paralelo a Pedro e Carlos, está Vitória, quase como um personagem oculto, a vizinha que testemunha secretamente a crise emocional do protagonista. A personagem aos poucos vai ganhando corpo e adentrando mais na trama, saindo da escuridão, logo se tornará viúva e o filme aborda que sempre nutriu uma paixão platonica por Pedro. Tímida, ela ouve tudo que se passa no apartamento do vizinho, através de um copo junto ao ouvido posicionado na parede fina. É assim que presencia os eventos do outro personagem, a exemplo do instante que foi abandonado pela mulher e enlouquece ao saber que ela está grávida de um milionário americano.

E Vitória segue lhe acompanhando de camarote – apesar da ausência de imagens -, e às vezes se resumindo apenas ao silêncio de um abismo, com três meses de depressão e isolamento... Quando o desespero o domina por completo, subitamente ouve alguém bater à sua porta. Quando atende já com cara de poucos amigos, subitamente se depara com a mulher mais linda do mundo, sorrindo como um anjo a carregar uma xícara vazia. Ela se apresenta a Pedro como Amanda, sua nova vizinha e que está ali porque precisa de um pouco de açúcar. Voluptuosa e com um jeito inocente, Amanda vai mudar a vida de Pedro, Vitória e até mesmo de Carlos, por uma razão simples: ela é uma mulher invisível! Só os que a desejam muito conseguem enxergá-la. Real é apenas sua beleza, mulher cheia de charme, bonita com muito fogo de amor.

A produção apesar de reunir um balaio de clichês – e talvez esse fosse o objetivo -, tem uma proposta de suma importância a respeito de abordar temas como solidão, da busca desenfreada pela sua companheira ideal – a qual só existe na imaginação -, mas que às vezes nos impede de ver, ou pelo menos perceber, algumas pessoas reais, talvez não tão perfeitas e que deveriam ser notadas.


O tom da comédia romântica é perfeito e confere certa originalidade, determinado ao gênero feito no Brasil, como se fosse uma espécie de “comédia romântica made in brazil”, boa para exportação. Podemos ver isso na própria trilha sonora com uma boa pegada rock and roll, um show à parte do filme.

Por fim a obra demonstra porque Selton Mello se destaca como um dos maiores atores de sua geração. A decepção ao meu ver fica por conta da escolha de Amanda, não que Luana Piovani tenha feito um mau trabalho, acho até que casou bem com o personagem, entretanto poderia ser diferente, Luana Piovani como sempre artificial, suas atuações estão atreladas a beleza e não vice versa.

Apesar de tudo Luana não compromete o resultado final da película...Até porque no fim vale, neste filme, como na vida, nem sempre o amor é exatamente o que parece, existem milhares de diferentes formas de amar!



10 Coveiros:

Rafa Flori disse...

Deu vontade de vcer o filme...Vc foi Cruel com luana piovane em?

Lara veiga disse...

Vc foi cruel com Luana Piovane II adoreo o texto, ótio post

Raul disse...

Tava sem sao pra ler mais acabei indo até o fim, sempre escrevendo bem rafinha

Rafa Flori disse...

Miséria, corrupção, violência, favelas, prostituição...espera, o que teria afinal, tudo isso a ver com “A mulher Invisível”? A relação está exatamente, na ausência desses elementos. qd digo que vc é um gênio...

Vanuci Watson disse...

hum... parece interessante... rs
não li tudo pq fiquei com medo de spoilers...
adoro ver filme sem saber o que vai acontecer...

abçs

sacipirata disse...

Parece ser um bom filme!
Vou atrás de assistir!!
Abraços do Saci :D

Marcelo disse...

bom mas não curti muito o fime

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

To mto afim de ver esse filme..

Selton Mello é o melhor...!!!!

Claudio soccer fan disse...

ainda não vi o filme

FAGGH disse...

ainda n'ao assisti o filme mais pelo trailerr da pra ver que [e bem legal
abç

www.celebritypoke.blogspot.com

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________