16 de outubro de 2009

A dama da solidão

Nós somos todos iguais aos olhos que quem vê e tão absurdamente diferentes, quando observados por um prisma de serem urdidos por um conjunto de emoções e veleidades. O que realmente muda é o modo como cada um escolhe para traçar a existência ou necessariamente, a feminidade nomeada pelo sei íntimo. Era nisso que procurava acreditar, enquanto me via ali, preso aos delírios daquela imagem, na amenidade dos traços pintados.

Uma obra equivalente a um conjunto completo, capaz de romper paradigmas. Não foi a poética habilidade do artista que reproduziu aquele murmúrio encantador, mas sim a desconhecida dama - que anseio nunca saber de quem se trata -, que prestou sua beleza para aflorar a qualidade pitoresca, nos vestígios de tinta diluída, formando pelos pincéis uma profusão de laivos que se ordenavam gradativamente, formando cada indício da jovem de beleza estonteante. Ela emprestava mais a arte que essa em si lhe retratava e tamanho era esse método litigioso, que me fazia regozijar de forma ofegante a sintonia do pulsar do ardor entusiasta.

Um sorriso capcioso, capaz de fazer o lamento mudar de cor, perpetrando a dor em uma nova esfera de prazer. Aquele rosto regado de um sorriso incontido, trazendo alento e paz, desvairando as mazelas que assolam a contragosto a plenitude do mortal. Suas feições eram capazes de galgar o infinito, alcançava uma nova condição litúrgica, operando milagres, em seu mundo inanimado, a soma de par com ímpar a resultar em uma nova conjuntura, podendo sim ser divisível por dois.

Em nossa partida, prevaleceu um sobremodo de incertezas, no alicerce da obsessão... Sabia apenas que iria reencontrá-la, talvez dentro de um entranhável poço de lamentos ou no recôndito de uma fenda cósmica, situada no espaço paralelo desse tempo presente. Ou quem sabe está aprisionada, eternamente a minha espera em um simples refúgio... Em algum lugar qualquer do passado.

35 Coveiros:

Rafa Flori disse...

Queria ser a mulher da foto

Rafa Flor disse...

Lindo Rafa o texto

Lara Veiga disse...

Muito lindo,

Ela emprestava mais a arte que essa em si lhe retratava e tamanho era esse método litigioso, que me fazia regozijar de forma ofegante a sintonia do pulsar do ardor entusiasta.

Nossa que coisa poetica, por qual quaro vc andou se apaixonando em?

Esther cyrraia disse...

Oi Rafa! passando para além de ler e adorar teu texto, dizer que tem selo pra vc lá no blog, vai buscar, espero que goste pq foi de coraçao!
xeru

Lauuu disse...

Total dominio das palavras
exelente texto parabens !
adorei
beijo

iMarty Turbo disse...

muito bom gostei

Euquipe mol disse...

aee aqui é do conhecimentomol.blogspot..
valeu por aparecer por la
acabei de ler o texto aqui
ficou muito bom!!!
até

Caroline Farias disse...

Muito legal teus posts! parabéns!
adorei aqui.

beijo

Raul disse...

Poxa muito bonito cara, um lirismo encantador, minha mãe tava vemdo aqui do meu lado tb adorouuu

Annie disse...

Amayyy, lindo texto rafinha

Mendy disse...

Bem interessante a sua maneira de escrever. Virei depois com mal calma, ler os outros textos.
parabéns!

Jel S. disse...

Há coisas que exercem um fascínio inexplicável sobre nós!

A tua maneira de delinear o raciocínio e alinhar as palavras é PERFEITA!
Forma uma harmonia incrível!
__
http://planetabandonado.blogspot.com/

Wander Veroni disse...

Parabéns pelo post. Isso mostra o verdadeiro entusiasmo pela arte de alguém que admira um quadro e vê emoções que o fazem viajar, no bom sentido.

Abraço

planetadablogueira.com disse...

Já estou até seguindo o blog, adorei a forma como você usa as palavras... Coloca sentido nos textos... Deixa a gente com vontade de ler mais e mais!!!

Quero te desejar um final de semana ótimo!!

iMarty Turbo disse...

falei pra todo mundo aqui de casa ler, e só o m,eu priminho chato não gostou rsrsrsrs

Rafa disse...

Faz parte, rs, a unanimidade é burra, rs

iMarty Turbo disse...

legal essa nuvem de tags

Pamella disse...

Uma crônica encantadora.
Mais uma vez, parabéns.

AtReViDo disse...

Como sempre maravilhoso texto. Seu blog é show. Continue assim. Sucesso.

Arthur D'Mello disse...

muito bom.
Uma imagem fala mais que mil palavras.

Júlio disse...

Acho que você não esta nem apoixonado nem infeliz, somente decepcionado ou até mesmo pensativo em relação a alguma coisa, mas seus texto esta perfeito passa no meu blog e dá uma olhadinha nos meus(fora o que tá agora como primeira postagem)
http://comosefosseverdade.blogspot.com

Sofie Simons Bardot disse...

É incrível como os quadros consigam ser tão enigmáticos e tão misteriosos a ponto de despertar nossa curiosidade e imaginação, levando-nos a interpretá-lo.

Anônimo disse...

Que qualidade narrativa, maravilhoso...

Lily Ribeiro disse...

Eu li, gostei do texto, porém não entendi algumas palavras ;P

Alexandre Magno disse...

Um jogo de palavras perfeito, nunca alguém apresentou o abstrato de forma tão concreta.A beleza tornou-se ainda mais profunda, uma incógnita perdida no espaço das palavras do Rafha ou no quadro do artista; onde só aqueles que têm olhos para ver conseguem notar que o belo se apresenta sozinho, sempre buscando romper os liames desta solidão, talvez em busca de outra beleza, para ambos refletirem a imensidão do infinito. O belo se apresenta de uma forma abstrata aos nossos olhos, sinônimo de solidão, pois não pode ser roubado...

Saymon disse...

Brigado pela visita ao meublog!
qualquer problema com os videos entre em contato!
seja nosso seguidor e ajudenos a crescer! :)

Fê, disse...

é como já foi dito..um jogo de palavras perfeito.

Amooo muito teu blog,tua escrita. Tu sabe que sou fã tua ;D

Gabriel Alex disse...

curti muito o post, mais não entendi uma palavra também!

Victor Augusto disse...

legal seu blog parabéns

mayanne disse...

er, tudo depende dos olhos vistos =x

vc escreve bemm *--* virei sempre aqui o/


conversasinsanas.blogspot.com

Annie [2] disse...

Que maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaravilhoso! *.*

Senti meu coraçãao aquecer! Muito,mas muito bom MESMO.
Parabéns!

E muito obrigada por comentar no meu blog :D

Nova Quahog disse...

é muito atraente pros nossos egos!

Arthur D'mello disse...

Já apreciei este texto outrora,
e como os outros seus ele é muito
bom.

www.sintoonize.blogspot.com
O site que informa e diverte!

Tatiane Rosa disse...

MAGNÌFICO,eu não tenho mais argumento para comentar os seus posts.rssrrssrsrs,lança um livro cara,vc tem talento de sobra...

Renan Sparrow disse...

Vá encontrá-la.


www.renansparrow.blogspot.com

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________