2 de agosto de 2009

De Repente é Amor



Comédias românticas geralmente são verdadeiras amostras de produções verdadeiramente enfadonhas mas... ás vezes até nos surpreendem!

Como me surpreendeu "De Repente é Amor (A Lot Like Love)", que assisti ontem a noite – sábado em casa NÃO – na seção supercine da toda “poderosa” rede grobo”. Estaria cometendo heresia uma vez atestando se tratar de um grande filme que de imediato integraria minha lista de “cabecerreira”. O fato é, apesar de levemente inspirado em “Antes do Amanhecer”, é uma produção com identidade própria, contando com diversas passagens hilariantes. Inclusive chega a ser delicioso acompanhar suas cenas, decorrendo sempre sob o ponto de vista da “inteligência criativa”, apesar da veia excessivamente romântica.

A história é repleta de clichês e com uma trama centrada em dois jovens que se conhecem durante um vôo. Ele é extremamente organizado enquanto ela se destaca mais precisamente pela espontânea exacerbada. Oliver é vivido pelo excelente Ashton Kutcher enquanto quem da vida a sua parceira Emily é a tão excelente quanto Amanda Peet. A obra estabelece um choque entre o perfil de ambos e sua dificuldade de lidar diretamente com tais diferenças.

Sendo mais preciso, Oliver é uma figura recém-formada que procura seguir um cronograma ríspido em sua vida, uma rigidez que adota a fim de conseguir alcançar o sucesso profissional o mais rapidamente possível e o sonho incontido de enfim encontrar aquele grande amor de sua vida. Parece mesmo que nesse mundo os opostos se atraem, Emily é indisciplinada e rebelde, bem do tipo que prefere ver aonde a vida leva ao invés de fazer planos para o futuro. Então o enredo decorre meio a obra do “destino”, durante os anos seguintes exibindo a incompatibilidade do casal que estão fadados a se cruzar periodicamente, apesar de sempre haver algo que insiste em mantê-los separados.

Dirigido por Nigel Cole - As Garotas do Calendário -, é uma película verdadeiramente divertida, a química entre o kutcher e a amanda é satisfatória e no fim a nítida sensação de um caráter de otimismo, fazendo com que não seja um fílmico ide romance e comedia.


9 Coveiros:

FabioZen disse...

Minha esposa também assistiu e gostou muito.Eu também as vezes saio do sério e curto uma comédiazinha romantica.

Lara Veiga disse...

vi com meu amor e amei

rafa flori disse...

nunca vi mas parece bem interessante

meanlessdomain disse...

Parece engraçado, mas eu não sou "lá muito fã" de comédias, muito menos românticas. =D *risos*

Thalisson Teixeira disse...

Nuca assisti o filme, por isso não posso comentar nada. Mas assim q tiver a chance eu assisto. abraço

Bruno R.Ramos disse...

Sugestivo, criativo e super maneiro seu blog. Parabéns pelas postagens!

Samira Lima disse...

Tbm não assisti, só vi passando a propaganda na tv. Parabéns pelo blog, mto bom mesmo!

abraço

Glaucio disse...

Eu também assisti o filme ontem, mesmo com os clichês, a história me prendeu. Sem contar com a trilha sonora, com direito a JET, Bon Jovi entre outros.

Simplesmente achei muito legal a cena embalada pela canção "look what you'he done", e a trama apesar de previsivel foi interessante.

Parabéns pelo blog.

Guilherme Chicalé disse...

Vou procurar assistir ultimamente tenho assistido muito comedia romantica...

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________