19 de julho de 2009

Uma prévia dessa dedicatória

Queria tanto entender o amor, mas quem sou eu um simples sonhador. Alguém que não se cansa de te procurar, pois tem uma certeza talvez absurda que irá te encontrar. Portanto, não há razão para desistir, quando acreditar é sempre mais, desconhecendo formas de impedir, o querer de um coração mortal.

Infelizmente tudo que sei e posso é escrever o meu amor. Lembro que todas as tentativas frustrantes de prová-lo a você, acabaram por fim me complicando. Seria até simples desejar um minuto com você, para dizer tudo aquilo que nunca pude fazer, complicado sim é fazer outras tantas coisas que não pude te dizer.

Às vezes penso que além de não saber o que fazer, também nunca soube ao certo o que te dizer. Diferente de você, que mesmo assim sempre falou o que quero, fazendo sempre aquilo que gosto – em certas ocasiões antes mesmo deu gostar. E ao ver nossas “pegadas” cicatrizadas no chão, em locais que estivemos juntos, um coração descobre que te amar é mais que todo o prazer, nem imagina como é bom precisar de você e que não vou deixar morrer o nosso amor. Te amar também é maior que um mero e simples querer, é como viver, sonhar, sofrer e entender, que não irei deixar morrer esse nosso louco amor.


Dedicatória

Ninguém precisa me dizer
O que eu estou sentindo agora
Veio vindo
E a minha sina é receber
O vento frio
E a chuva lá fora

A tempestade e os raios chegaram
Para iluminar
As sombras dessa história
As nossas flores e sementes secaram
O nosso amor é uma dedicatória

Mas se o vento levar meu pedido
E o meu pedido puder te alcançar
Mesmo assim é difícil e eu duvido
Que o tempo possa voltar

Você diz que está mais feliz
Mas eu não vejo essa alegria ao seu lado
Eu só não sei que mal foi esse que eu fiz
Que explique um sonho assim abandonado

É bem possível que eu não possa proteger
Quem se fere a toda hora
Até os bichos querem sobreviver
Pra onde você foi embora?

Pra onde você foi?
Pra onde você foi embora?

Mas se o tempo matou seu desejo
E o seu desejo já chegou ao fim
Mesmo assim é difícil e eu não vejo você
tão longe de mim

Você foi embora?
Pra onde você foi embora?
Pra onde você foi?

3 Coveiros:

Carina disse...

Muito bom o texto, com muita consistência.
adoro seu blog, sempre que posso volto pro aqui.
bjo

Cayo Nauan Siqueira disse...

Profundo hein??!!
Complexidade sentimental é phoda!!



http://blogcayonauan.blogspot.com/

Morgana disse...

Eita. Que amor!!!

Gostei do blog.
E das belas fotos que vc escolheu :D

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________