11 de novembro de 2009

Afinando o amor foi... Como se fosse a primeira vez

Quando se fala em Adam Sandler e Drew Barrimore, certamente - os coveiros do Cemitério - logo pensam em “Como Se Fosse a Primeira Vez (50 First Dates)”, filme que narra a história de um veterinário que precisa conquistar uma mulher todo dia, devido ao problema dela de se esquecer dos fatos que ocorrem corriqueiramente. O que boa parte não sabe, é que essa não foi à primeira VEZ que o casal invadiu as telas como protagonistas. Esse par romântico de sucesso começou anos atrás, em uma produção digamos mais modesta, em 1998.

O título é “Afinado no Amor (The Wedding Singer)” e diretamente para os visitantes do mausoléu, acaba de sair do forno uma sinopse improvisada...

A história se passa em 1985, começando por Robbie Hart(Adam Sandler), um cantor e compositor que acalenta o sonho de se tornar famoso... Entre o sonho e a realidade existe um enorme abismo, já que atualmente mora no porão da casa da irmã e os grandes shows se resumem a cantar em casamentos. Apesar dos infortúnios, tudo seguia bem, até sua noiva abandoná-lo em pleno altar. É inevitável, a tão árdua experiência acaba lhe desanimando quanto a idéia do amor e principalmente casamento, atingindo diretamente suas performances artísticas nos matrimônios, cada vez ficavam piores.



E é dentro desse trágico panorama cotidiano que conhece Julia Sullivan (Drew Barrymore) e daí é fácil adivinhar, Robbie acaba se apaixonando novamente. É a partir dessa deixa que se estabelece o início da trama, na tela, um aglomerado de cenas hilariantes, a melhor delas, a passagem quando canta para Julia a música que fez pensando em Linda, a sua ex-noiva!

Vale a pena conferir, é um daqueles filmes de comédia romântica que emana sentimento, refletindo no público em forma de uma vontade maior de namorar e ser feliz! É exatamente esta a sensação quando se assisti, dentro de seu roteiro sucinto e poeticamente preciso, aliado a competência de seus ótimos protagonistas, exibe um charme que forma um murmúrio encantado.O filme proporciona a cada riso, uma dose de nostalgia, centrado a um conjunto de leves sensações. Isso devidamente creditado a forma magistral como estabelece um retrato saudoso dos anos 80, permitindo se deliciar também a cada passagem com a trilha sonora, tudo ainda acompanhado pela visão funcional sobre o que é o amor. Um filme para se ver e rever ... E se possível outras tantas vezes!!! Tudo pelo modo como mistura e condensa todos os seus variados ingredientes, sem se utilizar de qualquer espécie de apelação agressiva. O final, no avião... É fantástico, dá vontade de sair e procurar alguém especial para dizer a mesma coisa que aquela canção dizia: "Como eu queria envelhecer com você!", ah eu confesso, adorei muito aquela canção!PS: No fim é uma bela opção para resgatar alguns conceitos sobre amor e relacionamento. A chance de rir bastante, ao som de vários sucessos dos anos 80. Não se trata de um filme cabeça e revolucionário no quesito roteiro e direção. No entanto, gostei bastante, falem bem ou falem mal, mas adoro moçada, filmes meio bobinhos como este UHUHUHUHU!

30 Coveiros:

Anne in the sky disse...

Clássico!!!
Gosto do Adam Sandler, desse filme e de vários outros clássicos da década de 80, que eu assistia à tarde quando chegava da escola (nostalgia total!) rs.

Bandeira disse...

será que é legal o filme
a sei-la
vou procura para baixa....talvez eu axa

Luiz Lukas disse...

Putz, esses dois filmes tem em comum uma coisa, a junção, que para mim, é simétrica. Tem dois dos melhores atores na minha opinião e o estilo do filme são os meus prediletos...
eu com certeza vou assistir afinado no amor, começou agora a procura! valew fera!


http://luizlukas.blogspot.com/

Tito Lima disse...

O filme é legal, apesar de eu não gostar de Adam Sandler.
Sua texto é muito legal.

Tito Lima disse...

Muito legal seu texto.
O filme também, apesar de eu não gostar de adam sandler. O ponto alto desse filme é quando toca "How soon is now?" do Smiths.

Tito Lima disse...

p.s: o ponto alto do filme é quando toca "How soon is now?", dos Smiths.

Rogerio disse...

os filmes com essa ator...sempre e bom...e ontem passou como se fosse a 1 vez...e bom....

Lara Veiga disse...

Eu conheço sim, vi há uns 6 ou 7 anos... rafa a trilha sonora é magnifica, posso até dizer que é espetacular!

Lara Veiga disse...

Ia esquecendo já, muito bom seu texto viu garrroto

Fabricio bezerra da guia disse...

ontem na sessão da tarde quando passou esse filme,eu lembrei do filme afinado no amor,os dois filmes são ótimos,já assiti os dois várias vezes.acho q aconteceu a mesma coisa com vc e te inspirou nessa postagem.

Anônimo disse...

Muito bom kra, ótimo texto mesmo, quero logo conferir esse filme, o como se fosse a 1 vez é muito bom!

Marcus disse...

Não gosto muito de filme romantico não!

Rafa disse...

Exato fabrício, foi isso mesmo kra, rs

Rafa Flori disse...

Eu só assisti o Como se fosse a primeira vez, pra ser honesta godtei muito n, vamos ver esse outro se presta... Se vc baixart manda pra mim viu, rs

Annie disse...

Naum sabia da existencia desse 1 filme, parece interessante, quero ver sim!

Paulo Giovanni disse...

Muito bacana seu blog ..

http://takecarro.blogspot.com/

Juuh'NDougiê disse...

Adam Sandler é muito bom ator, adoro os filmes dele :). Esse filme deve ser bom, juntando esses dois, realmente a primeira coisa que me veio à cabeça quando vi os dois foi o filme "como se fosse a primeira vez".

beijos, Juuh:*
comenta lá?
http://juuhndougie.blogspot.com/
http://juuhndougie.blogspot.com/

Raul disse...

Eu gosto do adan mas prefiro o ben stiler, rs, ótimo texto kra

Carlos. disse...

Hhehe
prefiro uma cova pequena e fria;
voltarei sim,
será um prazer morrer quantas vezes for necessário.

gosto de filmes.
irei assistir na medida do possivel.

http://opoestadeplutao.blogspot.com/

Igor Feijão disse...

Que antigão! O.o

manero o blog! parabens!

http://palavrasdofeijao.wordpress.com/

Alexandre Magno disse...

Cara o Sandler é notável! Acredito que este filme venha resgatar alguns aspectos esquecidos pela modernidade na relação a dois. Eu mesmo irei querer vê-lo... Com certeza irá modificar a psicosfera de inúmeros relacionamentos, perdidos no aglomerado de egocentrismo que emana na troca de fluído entre macho e fêmea atualmente.

Canto do Lufa disse...

Eu queria ver esse filme!

Essa história é tão linda e tão triste!

Marison disse...

Já vi o filme, muito divertido e engraçado, uma boa opção =))

aproveita e passa la no meu tmbm =))

http://depositodigitall.blogspot.com/

Tatiane disse...

Amo Adam Sandler,adoro este filme este foi o primeiro filme que vi dele depois nunca mais parei....Sempre assisto filme com eles Click e Como se fosse a primeira vez já perdi as contas de qtas vezes vi.

Breiner77 disse...

Retribuindo a visita...
Bacana seu blog, ótimo post, filmes com Sandler são bacanas...
Estou te seguindo ^^
Abraço
Aparece sempre por lá

Lucas Dinizz disse...

clássico mesmo, adoro filmes assim, nos anos 80, eu devia ter nascido nessa época D:

Arnek disse...

Ainda não assisti o filme mas paraece bom com certeza vou assistir

http://midiasocialbrasil.blogspot.com/

ovolumeunico disse...

ainda nao assisti
mas acho interessante saber mais sobre esses assuntos.

veja tbm
www.ovolumeunico.blogspot.com

cleyton josé disse...

vlw pela visita... retibuindo e lendo as postagem do blog... Qualquer coisa se precisar http://rockdicas.blogspot.com/ e só se comunicar

Anônimo disse...

Belo texto man

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________