2 de setembro de 2009

Pai cria 'sanduíches-esculturas' para filho se alimentar melhor

Essa quem vai gostar são os pais de plantão.Quem durante o período de infância dos filhos nunca tiveram de apelar para a criatividade a fim de ajudar a criançada a se alimentar melhor. O problema é comum, estranho sim é um pai de família britânico, que acabou embarcando tão “demasiadamente” na brincadeira que a transformou completamente, praticamente criando uma nova expressão artística.

A empreitada não parou por aí. Mark Northeast, webdesigner de 36 anos, está transformando o que começou com uma atividade de entretenimento para fazer seu filho comer melhor em um verdadeiro negócio. Tudo começou quando percebeu que o garoto de 4 anos "devorava" sem qualquer problema, legumes, verduras e carnes, servidos em sanduíches na forma de animais ou personagens de desenhos animados.

O resto até se torna previsível, logo um grupo de amigos então, “começaram a me incentivar a transformar a ideia em uma ferramenta para ajudar pais e filhos a se divertir na hora de comer e a experimentar mais ingredientes diferentes", explica.

Há poucos dias Northeast aceitou um convite para publicar um livro com suas criações, e pretende estender sua marca, Funky Lunch, a produtos como lancheiras e similares.

"Também pretendo começar a trabalhar em criações que incentivem um café da manhã e um jantar mais divertidos", contou.

Crianças 'enjoadas'

Quando se analisa a proposta em meio ao produto final, impossível não se deparar com uma dúvida, inventar comidas com o propósito de agradar crianças não a tornariam ainda mais “enjoadas” para comer? O próprio Northeast atesta que não:

"A prova é que funcionou com meu filho. Ele hoje come tomate, por exemplo, que era algo que ele simplesmente não gostava”, afirmou.

No entanto reconhece que nem sempre os pais têm tempo e paciência para "inventar".

"Mas espero que eles possam se inspirar no meu trabalho e usar a ideia de maneira positiva para garantir que as crianças façam refeições variadas e saudáveis", finaliza.

Um pouco dessa amostra de inventabilidade:

10 Coveiros:

squall_elfo disse...

post egal
ja vi materias parecidas por ai, e sempre é um bom esquema =D

leeeeeilane disse...

ahh eu não perderia tempo com isso. meu filho q comesse sem precisar de carinhas ou bixinhos na comida

Rafa disse...

Malvada vc em leeeeilane? tiha mais eee né?

30 e poucos anos. disse...

Não cheguei neste grau de criatividade e perfeição, mas na época q minha filha era mais nova tive que inventar mil formas no macarrão pra ela comer

Vini e Carol disse...

Super interessante, crativo e de muita inteligência. Muito bom.

Beijos, Carol

Yohan disse...

Mto Bom!!
qnd eu era pequeno eu imaginava q as coisas q eu não gostava eram balas,mas não adiantou mt..ainda sou chato p/ comer...devia ter imaginado super-balas,balas de desenho animado sei lá..rsrs

naosenhor disse...

Isso num rola com meus pimpolhos, só se eu fizesse arte com toddynho e batata frita, huahauhaha

Eloisa disse...

Já havia lido algo relacionado. Minha mãe não fazia isso por mim, era COME LOGO ESSE CHUCHU. RS

Nayla disse...

Muito interessante o seu blog. Também criativo e recheado de novidades. Tem muita coisa boa prá ler e aproveitar o senso de humor em várias passagens, narradas de forma bem peculiar como o nome criado para o blog.

SERJAO_O_MARMANJJUS disse...

eu não tinha essas regalias quando era moleque.
era "come ou apanha"

mas é coisa de pai mesmo, tem pai que faz tudo pelo filho.
até obras de arte pra ele comer,
o meu também fazia obras de arte, nas minhas costas com um chinelo, uma corda de varal ou qualquer coisa que tivesse ao alcance das mãos.

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________