2 de novembro de 2009



Nunca me sinto só,
Nem tenho grades para me aprisionar
No entanto às vezes me sinto só,
Quando sei que tenho tanto
Para aprender,
Sei a pensar na vida,
A responder a mim próprio,
Excitado,
Sóbrio,
Um tantinho distraído.
E nem sempre me sinto só,
Tenho-te
Cá dentro.

3 Coveiros:

Tatiane Rosa disse...

Eu tbm nunca me sinto só....quer dizer as vezes só um pouquinho...Vou ser breve senão vou falar demais hehehehe VC é GÊNIO MININU!!!!!!!Belo e breve porém inspirador

Montanari disse...

Faço das suas palavras as minhas. Sem tirar nem por. Estou sozinho e sentindo que preciso ainda aprender tantas coisas.
Curti muito o seu blog. Meio melancólico, mas é isso que me atraiu. Virei seguidor.
Dá uma conferida no meu: http://www.divagacoessolitarias.blogspot.com

Lya Pereira disse...

...de fato o que disseste é real e trago pra minha vida...acho que todo mundo, uma vez ou outra se sente só...perdido entre histórias passadas e presentes...

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________