27 de agosto de 2009

Lágrimas da lua

Lágrimas da lua

Lágrimas caiem na escuridão me perco em palavras
Não me siga para a perdição me encontre no inferno
O filho da paranóia se entregado a qualquer atitude
Chorando junto a tristeza do mundo solitário
A presença da lua e suas lagrimas são a única esperança

Eu sinto cair em minha pele as lagrimas da lua
Triste junto a mim

2 Coveiros:

Pobre esponja disse...

Isso aí, sensibilidade na veia. E , como diria o idiota do Gugu: "Viva a noite"

abç
Pobre Esponja

Robson disse...

melancolicooooo ,mas bem colocados as palavras

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________