5 de janeiro de 2011

A maldição do amor: a outra face da lógica

Sempre acreditei que todo lugar sujo tem o seu encanto natural, assim como todo relacionamento sórdido também exibe alguma espécie de charme, como um murmúrio, pouco encantador, mas, com o poder de ostentar um punhado de particularidades, mesmo abstratas, simplórias e singularizadas. Porém, às vezes, impossível ludibriar a paixão, mesmo nos debatendo, esse demônio, um dia tem de florescer, até pela pessoa errada. O cenário agora está aberto para conflitos vigentes de um amor que nunca se fez e nunca termina. Começa por uma vontade insaciável de amar, no âmbito de uma inusitada desventura, perpetrando um sentimento incógnito. O peso do seu corpo pesando contra (sobre) o meu, tortuosa profusão de carícias e afagos, beija eu, implorava ainda mais, enquanto a cada segundo se excedia mais em meus ósculos. Em meio a tantos amplexos, instaurava-se o desejo que deflagrava em nós!

E no ato final, desse doloroso teatrinho barato, um (im)perfeito jogo de cena, protagonizado por nós, meras figuras patéticas. Também no íntimo silêncio, como um véu que cai, ela me faz ver o céu com a candura do tormento, porque podíamos, quantas vezes quiséssemos, sonhar com o amanhã ainda naquela noite. Mas, tanto amor e ira, enfim não foi bastante para evitar, ah sim o fim, era ele que nos descobriu. E terminou, na triste sina desse amor, que enflorou mais nas garras da consternação do que nas branduras da fortuna. E depois de um mísero único adeus, ultimou, pena só não... Pena também da certeza de que deve existir realmente, alguma outra coisa por traz do puro ódio e de todo sentimento de rancor e vingança!

49 Coveiros:

Barbara Nonato disse...

Não conhecia teu espaço. Adorei, a começar pelo que está "escrito na lápide"... Tudo muito bem estruturado e que, querendo ou não, mexe com a gente.
O texto é fantástico. A narrativa direta, nos leva a descobrir que já vivemos um pouco desse amor, meio sujo, meio surreal, e, porque não dizer, completo dentro daquilo que o convém e que o realiza.
Gostei muito mesmo. Até a volta.

Rafa Flori disse...

Menino que texto lindo, vc mistura bem elementos como romantismo e sobretudo pessimismo! Sempre belo!

falando-peloscotovelos disse...

Muito bem escrito... Amor as vezes parece uma coisa tão diferente do que a gente passa a vida toda sonhando.
Descobrimos que muitas vezes o amor pode ser algo passageiro e sem a mínima graça!

Lithium disse...

O texto foi muito bem escrito, unindo diferentes elementos, de uma forma que prende a atenção do leitor. Parabéns!

Nero disse...

Caraca, que triste... Fica assim não, ela/ele não te merecia =]

Agora sério... Bom texto, com certeza, mas achei um pouco prolixo, cansativo...

Marcelo Queiroz disse...

concordo contigo, cara.
já me senti exatamente desse jeito.
parabéns pelo blog, e muito sucesso!

Lara Veiga disse...

Lindo texto, por que amar tem que ser tão doloroso?

E o outro aí dizendo que tah prolixo, texto curto e rapido desse, no minimo não entendeu!

Annie disse...

Que lindo, poético, belo...

Lucas Adonai disse...

Poxa, muito lindo cara
parabens
abraçs.

clubedobatom disse...

Adorei o texto,
e nem tenho palavras para falar do blog,
super original!
Amei ;D

sucesso

Zé Pelarau disse...

Muito bom o seu texto!!! Amor é complicado. Sempre digo que o melhor cara que entendeu sobre amor foi Camões ao escrever


Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

Amor é algo incompreensível

Kiko Lemos disse...

Texto simplesmente fantástico, desconhecia esse espaço e gostei muito (de verdade) do que vi.

Jeniffer Haddad disse...

Que texto mais triste. Mas não deixa de ser fantástico!

raul disse...

quem já sofreu por amor se encanta com esse texto!

Morcego com Chocolate disse...

Original e bem escrito Psrabens

http://ecologiaemeioambiente.blogspot.com/ disse...

Esse texto me lembra aquele filme que passou terça a noite na globo Divã, so mostrava o sofrimento dentro de uma relação. Mas o verdadeiro amor é bem diferente: é como tá escrito na bíblia: tudo sofre, tudo suporta, não é possessivo. O verdadeiro amor não adoece a alma de ninguém, faz com que a pessoa cresca porque é baseado no respeito, na amizade, e em um monte de sentientos bons. Com todo respeito vou falar a verdade seu texto reflete um pensamento depressivo. Mas tem gente que gosta de palavras tristes, como tem gente que gosta do Datena.

vivian disse...

Parabéns, perfeito esse texto!

AUF (Amigos Unidos no Futsal) disse...

Parabéns pelo o blog
quado tiver um tempo da uma passada lá no meu e vota na escolha da gata do mês de fevereiro:

http://aufanaticos.blogspot.com/

Anônimo disse...

Texto lindo!

Lerminer disse...

Muito original e bem escrito. Parabéns pelo blog!

Gabi disse...

Olha eu achei seu texto envolvente para ler mas eu particularmente não curto coisas sórdidas odeio pensar que no final eu me fodi hehehhe parabens pelo seu texto

http://edaisefazsentido.blogspot.com/

William disse...

Confesso que não é muito minha praia, mas de qualquer forma fui até o fim e acho que vale a pena a leitura. Não podemos ser radicais e desperdiçar boas leituras, mesmo que nos pareçam meio "sinistras".
Abraço

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

ahá momentos bem dificeis de se dizer "chega!".. mas tem coisas que pressisam ser ditas na lata! bela escrita! Sucesso!

Gustavo disse...

Parabéns, você escreve muito bem!! O blog é mt interessante!!

Volte sempre ao O que eu Falo!

http://wwwoqueeufalo.blogspot.com/

Abraço!

Aprendiz disse...

Olá!

Achei o texto forte e verdadeiro. E me vi em alguns momentos também vivendo este amor!

Beijos.

Nina disse...

Muito bonito, vc é ótimo, bom d+ mesmo!

Karla Hack dos Santos disse...

Só quem entende a visão de um artista é o próprio.. por isto as palavras e os retratos soam interessantes.. ver a beleza no improvável.

Belo post

;D

Anônimo disse...

se for vc que escreve,parebens

http://diariodealunos.blogspot.com/

After Death disse...

BELO TEXTO HEIN

♫ FáZinho ♫ disse...

Já visitei aqi antes, e que texto elegante cara, Parabéns, muito bom mesmo.

Diogo Figueiredo disse...

que palavras profundas vc usa!parabéns!! até hoje ngm conseguiu difinir o amor , então vamos cada um vive-lo e senti-lo sem preocupar com definições, ate pq essas sao pessoais
http://alem-da-pele.blogspot.com/

LADY D. A. disse...

Há muito tempo nao me apaiixono

Alex Azevedo Dias disse...

Repleto de lirismo! Muito pertinente e e suave seu estilo literário, além de uma certa dose necessária de volúpia, é claro! Esses demônios que habitam nossas profundezas, e às vezes estão à margem, acenando na superfície, as paixões, são a mais autêntica referência de nossa potência criativa. Embora relegada ao refugo de nossas máscaras cotidianas e artificiais, pressionando mas sofrendo resistência, é o que há de mais verdadeiro em cada um de nós, humanizando-nos. Goste muito do seu texto!

Ponto de Vista disse...

As vezes é impossivel de enganar a paixão!

Muito interessante seu blog.

valeu pela visita!

www.assimdeveser.blogspot.com

Amanda Nascimento disse...

parabens pela otima postagem!
ja estou seguindo vc, me gue tb! :)

bjinhus

El Arretado disse...

palavras mar-cantes, gostei do texto !

Dani disse...

Muito bom texto...É bom sentir que muitos outros sentem a mesma coisa, de forma diferente.

Polyana Oliveira disse...

Como já se dizia sinônimo de amor é sofrer!
Ótimo texto!

http://polyanagoncalves.blogspot.com/

@iamvictor_ disse...

Gostei, adorei a forma como você escreveu, parabéns.

diogo disse...

ja comentei esse! sucesso!
vou olhar outros textos do seu blog, q por sinal é muito bom
http://alem-da-pele.blogspot.com/

G Linhares. disse...

Uau, que belo texto, hein!
Triste e lindo, me emocionei até. hehe

Os Embromation disse...

amor é a vida?

Anônimo disse...

Lindo d++

Raoni Piagem disse...

Muito bom mesmo

assim eas coisas esse texto me chamou muita a atenção

Anônimo disse...

Também me sinto assim. Amando que não me merece. Sentimento que custei acreditar que existe e descubro que seu gosto é amargo. Sem mais, parabéns pelo texto.

Anônimo disse...

"Pena também da certeza de que deve existir realmente, alguma outra coisa por traz do puro ódio e de todo sentimento de rancor e vingança!"

Você escreve coisas que parecem ser vividas ou já foram vividas. Então, redija um texto para mim.
Fale sobre um desconhecido, um inesperado, um indesejavel. Porém, inesquecível e avassalador.
Porque eu vivo esse momentom
Agradeço desde já.
Belo texto.
Até mais

Anônimo disse...

O amor e a paixão são sentimentos que podem florescer em qualquer pessoa. E como todo sentimento, positivo ou negativo, agradável ou penoso, precisa de um estimulo para continuar intenso, vivo e existente. Senão, morre. O estímulo está em nossas cabeças e cabe a nós saber até onde isso nos faz bem.

Será platônico? Você já viveu isso?

Você escreve bem. Parabéns!!!

Paixão Platônica...

Anônimo disse...

Pra você.

"QUERO TE AMAR
Quero te acercar de mim, acariciar sua pele...
Quero sentir o perfume que vem de você
quando nos amamos,
Quero ouvir sua voz baixinho em meus ouvidos,
E ficar assim, abraçada a você, na penumbra...
E falar de nossos sentimentos, de nossas emoções,
E deixar que nossas mãos nos explorem,
nos toquem...
Quero deixar a pele arrepiada lentamente
vá substituindo a calma pelo desejo...
Quero sentir o toque dos seus lábios
em minha orelha,
E esse seu jeito gostoso de cheirar meu pescoço,
Quando você chega, com saudade...
Quero te tocar devagarinho,
te excitar, nos sentir
Quero te afagar inteiro e ao mesmo tempo
um só pedacinho....
Quero te profanar e violar seu desejo,
seu corpo
Quero que você se doe numa entrega total,
louca, apaixonada.
Depois quero a paz e a calma,
com cheiro de manhã de primavera,
E enquanto descansamos num abraço,
numa banheira...
Quero seu beijo, calmo.... quente...
uma carícia terna, um olhar...
Quero conhecer seus mistérios,
sua alma, seu coração...
Quero te envolver, me aproximar...
Quero dizer numa voz baixa, rouca...
Eu amo você, paixão...

Gostou?...
Dê sua opinião como crítica.

Anônimo disse...

O Amor realmente tem sua maldição...
Olha o que acontece comigo.

Para quem eu amo fui passagem enquanto ele, para mim, foi mudança.

Isso que é a outra face lógica do amor.

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________