31 de outubro de 2009

Um misto de todas as coisas

Um misto de todas as coisas

Nesse conjunto de incertezas
A paz de um beijo seu,
Centrada na dor desse desengano!
O amor que brotou em vida
Sentimento que já não é mais amor
Alegria que deu lugar a dor
Agonia de uma vida que não te quis para mim!

4 Coveiros:

Lara Veiga disse...

Lindissimo esse poema!

Rafa flori disse...

lindo de matar...

Blogueira disse...

Lindo o poema, uma mistura de sentimentos em cada palavra.

Circuito disse...

Muito bom esse poema!!!

Circuito
www.redecerebral.blogspot.com

Postar um comentário

________________________________________________________
Obrigado por visitar o nosso Cemitério...
Volte logo, haverá sempre uma tumba bem quente disponível para você...
________________________________________________________